SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | SEXTA-FEIRA, 22 DE OUTUBRO DE 2021
PORTE ILEGAL

Jovem é preso com arma em frente a bar de narguilé em Rio Preto

Polícia estava em patrulhamento quando viu suspeito tentando esconder a arma debaixo do assoalho de um carro na avenida Alberto Andaló

Núcleo Digital
Publicado em 13/10/2021 às 12:46Atualizado em 13/10/2021 às 13:08
Revólver calibre 38 apreendido na madrugada pela polícia com um gesseiro na frente de bar de narguilé (Divulgação/Polícia Militar)

Revólver calibre 38 apreendido na madrugada pela polícia com um gesseiro na frente de bar de narguilé (Divulgação/Polícia Militar)

Policiais da 3º Cia prenderam um gesseiro de 23 anos suspeito de estar armado na frente de um bar de narguilé localizado na Avenida Alberto Andaló, em Rio Preto. O caso aconteceu na madrugada desta quarta-feira, 13.

Em fevereiro do ano passado, um policial militar e um agente penitenciário, que estavam de folga, foram atingidos por disparos de arma de fogo nas imediações do mesmo bar.

 Segundo o boletim de ocorrência da Polícia Militar, policiais estavam patrulhando o local quando avistaram o suspeito escondendo o revólver 38 dentro de um carr Santana, cor preto. Ele teria se afastado do veículo e seguido pela calçada quando percebeu que seria abordado.

Assustado, o gesseiro disse que era dono do carro e na vistoria, os policiais encontraram o armamento debaixo do assoalho, atrás do banco do motorista. Havia seis munições intactas. De acordo com a PM, o suspeito negou a posse do revólver dizendo que seria de um amigo, localizado depois dentro da boate. A numeração da arma, no entanto, divergia com os dados do sistema da polícia.

Em contato com os vigilantes da casa noturna, eles teriam dito à polícia que o suspeito estava acompanhado com uma outra pessoa do lado de fora do estabelecimento e que após a chegada da viatura, ele entrou assustado na casa de festas.

Quando revistado, ainda no interior da boate, ele negou que era o dono da arma, porém mais tarde alegou que a arma “era destinada à defesa”. Além dos dois homens abordados pelos militares, foram identificados outros dois adolescentes que moram no mesmo bairro dos dois suspeitos, Nova Esperança. Eles teriam tomado uma carona com os dois homens até o bar.

Ainda segundo a PM, o colega do dono do carro disse que não sabia que os adolescentes estariam armados e só percebeu quando eles desceram e entraram na casa noturna. Depois disso, ele alega que não viu mais os adolescentes. 

Os dois suspeitos foram conduzidos até o Plantão Policial e a arma foi apreendida, devendo ser periciada pelo IC (Instituto de Criminalística). Na delegacia, foi arbitrada uma fiança de R$ 2 mil pelo delegado Guilherme Brandão, valor que não foi pago pelo suposto dono da arma e do veículo, que ficou à disposição da Justiça. Não há informações se o colega também ficou preso.

(Colaborou Guilherme Ramos)

 
Copyright © - 2021 - Grupo Diário da Região.É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuido por