SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | SEXTA-FEIRA, 03 DE DEZEMBRO DE 2021
Violência

Trio atira e fere dois na avenida Alberto Andaló, em Rio Preto

Agente penitenciário levou tiro no braço e policial militar, na mão

Núcleo Digital
Publicado em 25/02/2020 às 00:30Atualizado em 13/10/2021 às 13:07

Um policial militar e um agente penitenciário, que estavam de folga, foram atingidos por disparos de arma de fogo nas imediações de um bar, na avenida Alberto Andaló, em Rio Preto, na madrugada deste domingo, 23. Um rapaz de 24 anos, Igor José dos Santos, foi preso em flagrante. Uma mulher que estava com ele foi detida, prestou depoimento e foi liberada. Um terceiro envolvido na tentativa de homicídio não foi encontrado pela polícia.

O caso teria começado após uma briga em que as vítimas sequer estavam envolvidas. Segundo o boletim de ocorrência, a confusão começou quando seguranças do bar Anubis Hookah Lounge expulsaram o trio, após uma briga dentro do estabelecimento comercial. Os três teriam entrado em um Palio, que estava estacionado nas imediações. Quando passavam na frente do bar, um dos ocupantes do veículo fez disparos aleatórios contra as pessoas na frente do bar.

O policial militar foi atingido na mão, e o agente penitenciário, no braço. Eles foram socorridos e levados ao Hospital de Base. O PM foi atendido e liberado e o agente recebeu alta médica nesta segunda-feira, dia 24.

Após os disparos, outros dois policiais que estavam de folga viram o Palio sair em alta velocidade pela avenida Alberto Andaló, pegaram o carro particular de um deles e saíram em perseguição ao veículo. A fuga se estendeu até a Avenida Philadelpho Gouvêa Netto, e um dos homens que estavam dentro do Palio chegou a apontar a arma contra os policiais, mas não disparou. Um dos policiais militares que estava na perseguição fez dois disparos contra o Palio.

Os suspeitos só pararam quando o carro colidiu contra um muro residencial, na avenida Valdomiro Lopes, já perto do Parque das Flores. O motorista conseguiu fugir correndo a pé. Os passageiros foram detidos e levados ao Hospital de Base, porque tiveram ferimentos leves.

Após serem liberados do pronto-socorro, os dois suspeitos foram levados para a Central de Flagrantes. Em depoimento ao delegado de plantão Allan Soares, Igor chegou a negar ter sido o autor dos disparos, mas com ele foi apreendido um revólver calibre 38, segundo o capitão Danilo Ferreira. "Foi constatado que a arma fez três disparos e não atingiu e feriu mais pessoas, porque o revólver falhou", diz o capitão. A arma foi enviada para análise balística no Instituto de Criminalística.

A mulher foi liberada, porque não foram encontrados indícios de que ela tenha participado da tentativa do homicídio, mesmo assim segue investigada pelo crime. Ela passou características e o nome do motorista do Palio.

O gerente do bar da Andaló, que preferiu não se identificar, lamentou o ocorrido. "Essas pessoas brigaram dentro do bar e fomos obrigados a pedir que eles se retirassem, porque não queríamos mais confusão. Quando eles iam embora de carro, uma das pessoas deu tiros que infelizmente pegaram no policial e no agente penitenciário que passavam na frente de um estabelecimento aqui próximo. Nós lamentamos muito o que aconteceu," disse.

(Colaborou Yasmin Lisboa)

Storyboard

1º) Dois homens e uma mulher são colocados para fora de um bar na avenida Alberto Andaló após briga

2º) Trio volta de carro e, sem descer do veículo, efetua dois disparos, acertando um policial militar e um agente penitenciário que estavam na frente do bar

3º) Dois policiais de folga perseguem o carro que bate no muro de uma casa na avenida Valdomiro Lopes. Uma mulher e um rapaz são detidos e outro rapaz foge

 
Copyright © - 2021 - Grupo Diário da Região.É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuido por