SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | SEGUNDA-FEIRA, 24 DE JANEIRO DE 2022
SOLIDARIEDADE

Gusttavo Lima autografa viola para entidade que atende crianças com deficiência em Rio Preto

Peça deverá servir para uma ação entre amigos ou um leilão

Arthur Pazin
Publicado em 29/11/2021 às 12:33Atualizado em 29/11/2021 às 13:11
Gusttavo Lima autografa viola para entidade que atende crianças com deficiência em Rio Preto (Reprodução/Instagram)

Gusttavo Lima autografa viola para entidade que atende crianças com deficiência em Rio Preto (Reprodução/Instagram)

Em Rio Preto no último sábado, 27, quando comandou seu "buteco" para 35 mil pessoas no Recinto de Exposições, o cantor Gusttavo Lima autografou uma viola para a Associação de Reabilitação à Criança Deficiente (ARCD) de Rio Preto.

Gusttavo Lima autografa viola para entidade que atende crianças com deficiência em Rio Preto (Reprodução/Instagram)

O instrumento foi adquirido pela entidade, que após uma sugestão foi até o local do evento para pedir que ele autografasse. O pedido foi atendido pelo "embaixador", que registrou no item seu nome, seguido de um coração e uma mensagem dizendo "um beijo" (foto).

Gusttavo Lima autografa viola para entidade que atende crianças com deficiência em Rio Preto (Reprodução/Instagram)

Em entrevista ao Diário, Adriane Albuquerque Cirelli, diretora de relacionamentos da instituição, disse que a peça deverá servir para uma ação entre amigos ou um leilão. O destino será decidido numa reunião nesta segunda-feira, 29, mas o objetivo é único: captar recursos para a entidade, que atende crianças, jovens e adultos com foco na reabilitação física. A instituição é assistida tecnicamente pela Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD).

Cirelli, que registrou o momento em suas redes sociais (confira acima), contou que a entidade mantém ao longo de todo o ano fontes diversificadas de renda para diversificar a fonte de renda da casa, que depende de ajudas governamentais e doações da comunidade.

Ela também afirmou que com a pandemia do coronavírus, a ARCD precisou passar por uma gestão de crise e adaptação para teleatendimentos, processos que foram concluídos sem deixar marcas na instituição.

"Nos adaptamos com a nova realidade com bastante rapidez e com estratégia", disse a diretora, que lembrou que crises anteriores à pandemia ensinaram a ARCD a passar por momentos difíceis. Atualmente, a instituição retornou com o atendimento 100% presencial.

 
Copyright © - 2021 - Grupo Diário da Região.É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuido por