SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | SÁBADO, 23 DE OUTUBRO DE 2021
SAÚDE FEMININA

Segurança do coletor

Conheça os benefícios desta alternativa sustentável ao absorvente descartável

Francine Moreno
Publicado em 16/07/2021 às 16:40Atualizado em 19/07/2021 às 15:08

Seção exclusiva para assinantes. Assine para ter acesso ilimitado.

Já sou cadastrado.

Quero ter acesso ilimitado.

SAÚDE FEMININA

Segurança do coletor

Conheça os benefícios desta alternativa sustentável ao absorvente descartável

Francine Moreno
Publicado em 16/07/2021 às 16:40Atualizado em 19/07/2021 às 15:08

Diversos assuntos do universo feminino ganham cada vez mais espaço para discussão, no entanto, a menstruação ainda parece ser um tabu. Para quebrar esse silêncio e aumentar a conscientização sobre a importância do ciclo menstrual, foi criado o Dia Mundial da Higiene Menstrual, celebrado no dia 28 de maio. A ideia é incentivar que as mulheres conheçam o próprio corpo e se conectem com sua natureza.

Ao entender que a menstruação é algo da natureza feminina, fisiológico e saudável, as mulheres começam a compreender as mudanças hormonais que acontecem todos os meses, aprendem a lidar com as cólicas e todas as situações que se passam com ela durante o ciclo. Neste processo de autoconhecimento, a mulher tem a possibilidade de conhecer, por exemplo, o coletor menstrual, que é uma alternativa sustentável aos absorventes descartáveis comuns e internos.

O primeiro coletor menstrual, bem parecido com o modelo que é vendido hoje, foi patenteado em 1937 pela inventora e atriz americana Leona Chalmers. Nos últimos anos, o método se tornou mais popular, graças ao uso de materiais, como silicone, látex ou termoplástico, que os tornaram mais confortáveis e hipoalergênicos, além de menos poluentes. O copinho de silicone é inserido no canal vaginal e recolhe o sangue da menstruação. Com ele instalado, basta seguir sua vida normalmente. A mulher pode fazer exercícios e até dormir com o coletor.

Mariana Betioli, obstetriz e fundadora da Inciclo, afirma que o produto íntimo ajuda a reter o sangue ao ser dobrado e colocado dentro da vagina. Uma vez instalado, o líquido é armazenado por até 12 horas, quando é recomendado retirá-lo, esvaziá-lo e lavá-lo com sabonete neutro antes de reinserir. Entre um ciclo e outro, a recomendação é fervê-lo em uma panela. O copinho pode ser usado por até três anos.

Um dos benefícios do coletor é perceber que o odor do sangue menstrual nada tem a ver com o odor que fica no absorvente comum. "O mau cheiro do sangue acontece quando a substância fica em contato com o ar. Já que o coletor coleta a menstruação dentro do corpo, o sangue não entra em contato com o ambiente e não entra em processo de decomposição, por isso não tem cheiro, tal como ocorre quando se usa um absorvente externo", afirma Mariana.

As mulheres que usam o coletor, hoje, defendem que o uso é, de certa forma, libertador. "Compreendem que o sangue da menstruação é sem cheiro, é limpinho e começam a olhar para ele com mais carinho", descreve. O copinho também possui um ótimo custo-benefício por ser reutilizável. Para quem se preocupa com o meio ambiente, também traz vantagens, porque é ecológico e diminui o descarte de absorventes de plástico na natureza", afirma Mariana.

A obstetriz explica que o absorvente externo, assim como o protetor diário, possui camadas plásticas que não permitem a passagem de ar, criando um ambiente úmido e quente, o que também aumenta a chance de problemas na mulher, como infecções. "Já os absorventes internos, quando inseridos no canal vaginal, acabam sugando não só o sangue, mas também toda a umidade da vagina, favorecendo a proliferação de bactérias."

A jornalista Paulinha Bandarra, de 36 anos, é uma defensora do coletor. "Cheguei até o coletor menstrual por alguns motivos: nunca me adaptei aos absorventes descartáveis, pela praticidade, relacionamento com meu corpo e liberdade. A gente cresce tendo nojo do nosso próprio sangue. Com o uso do absorvente, o cheiro sempre foi desagradável, por causa da junção do sangue e dos agentes químicos contidos nele. O nosso sangue não fede, ele tem um leve cheiro de ferro. Minhas cólicas diminuíram absurdamente com o uso do coletor menstrual e eu tenho liberdade, conforto e praticidade em utilizá-lo no meu dia a dia".

Saiba mais

  • O coletor menstrual é um copinho de silicone, hipoalergênico e flexível. Um substituto dos  absorventes descartáveis, pois é ecológico, higiênico, econômico e reutilizável
  • Ele é adaptável ao canal vaginal. Com ele você poderá ficar protegida por até 12h sem precisar  trocá-lo
  • Com ele é possível realizar todos os tipos de atividades, como ir à praia, praticar esportes, usar roupas claras e dormir sem calcinha

Fonte: Fleurity

 
Copyright © - 2021 - Grupo Diário da Região.É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuido por