SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | SEXTA-FEIRA, 19 DE AGOSTO DE 2022
ESPIRITUALIDADE

Busca de transcendência

Práticas espirituais, como oração, atos de gratidão e amadurecimento da fé, trazem bem-estar em tempos de pandemia do coronavírus

Francine Moreno
Publicado em 16/07/2021 às 16:52Atualizado em 19/07/2021 às 15:07

Seção exclusiva para assinantes. Assine para ter acesso ilimitado.

Já sou cadastrado.

Quero ter acesso ilimitado.

ESPIRITUALIDADE

Busca de transcendência

Práticas espirituais, como oração, atos de gratidão e amadurecimento da fé, trazem bem-estar em tempos de pandemia do coronavírus

Francine Moreno
Publicado em 16/07/2021 às 16:52Atualizado em 19/07/2021 às 15:07

Várias instituições vêm se dedicando a estudar até que ponto a saúde do indivíduo é influenciada, literalmente, pelo seu estado de espírito. Estudos têm investigado o quanto a fé, sem ligação com religião, auxilia na cura de doenças físicas e psíquicas, que podem ser afetadas e até agravadas a partir de sentimentos ruins. Durante a pandemia do coronavírus, os cientistas têm avaliado como e quanto o pensamento positivo, a meditação e a oração atuam no organismo e as práticas se tornam ainda mais essenciais de uma maneira geral.

Independente dos estudos sobre as práticas espirituais, o jornalista, escritor e roteirista Marcel Souto Maior, autor de best-sellers adaptados para o cinema, como "As vidas de Chico Xavier" e "Kardec", confirma o potencial dos sentimentos positivos e pensamentos construtivos. Desde o início da pandemia, movido pela necessidade de se tranquilizar em meio à tanta tensão, começou a escrever em seus "Cadernos da Quarentena" textos diários, que passou a compartilhar com os leitores em suas redes sociais (@marcelsoutomaioroficial).

São frases, poemas e reflexões que mobilizam milhares de leitores em todo o Brasil e que estão sendo reunidos agora em uma coletânea que será lançada, em breve, pela editora Infinda, de Catanduva. Entre as frases de maior sucesso, está a que já recebeu quase 80 mil likes dos leitores: "Calma, porque sabe esta vontade de sumir para não-sei-onde? Some para dentro de você e acende a luz."

Marcel Souto Maior afirma que o papel da espiritualidade hoje é fundamental para quem busca se equilibrar em meio à tantas perdas, tensão e angústia. "É preciso transcender a realidade pura e simples, o noticiário do dia a dia, para encontrar novos sentidos e significados para a própria vida. E é aí que a espiritualidade, no sentido mais amplo da palavra - que vai além da adesão a uma religião específica - entra. Espiritualidade como conexão consigo mesmo e com o próximo, como uma jornada de autoconhecimento e também de autotransformação."

O jornalista, escritor e roteirista afirma que a professora e filósofa Lúcia Helena Galvão diz que o primeiro dia de confinamento no Brasil deveria ser declarado como o Dia Nacional da Vida Interior e ele concorda com ela. "Esta experiência coletiva traumática deu a muitos de nós a oportunidade de refletir sobre nossas prioridades e sobre o que faz realmente sentido em nossas vidas. Uma visão espiritualizada da vida - que vai além do materialismo puro e simples - é fundamental neste processo de revisão de valores que impacta, e muito, nossa passagem por aqui."

De forma prática, Souto Maior afirma que é possível viver a espiritualidade de forma positiva. "Eu recomendo sempre dois movimentos simultâneos bastante práticos, opostos e complementares. Um movimento 'para dentro', voltado para o autoconhecimento, a autogestão e o autodesenvolvimento; e um movimento 'para fora', voltado para a conexão com o outro, para a escuta empática e para a ação solidária, de apoio ao próximo. Quando conciliamos estes dois movimentos, transcendemos a vida concentrada apenas no ganho material e na busca de vantagens financeiras e aproveitamos, ao máximo, este nosso recurso tão escasso e tão precioso: o tempo. Em favor de nós e do outro, em benefício da sociedade como um todo."

Interior cheio

Padre Marcos Roberto Pereira, frente de Missão da Canção Nova de Rio Preto, afirma que é fácil perceber os danos da pandemia que vêm atingindo de forma intensa toda a humanidade. "Diante disso, a fé e a esperança são elementos fundamentais que auxiliam as pessoas, pois tiram a visão apenas do 'aqui e agora', possibilitando uma visão transcendente, que ajuda a superar o desespero e a angústia. A espiritualidade cristã aponta para aquilo que é eterno, e nos faz contemplar a vida em Cristo."

Para Pereira, para viver a espiritualidade no dia a dia é necessário compreender primeiro que a espiritualidade cristã não se vive de forma individualista, mas comunitária. "Somos impelidos, neste tempo específico, a fazer da nossa casa física um verdadeiro 'santuário', que significa um recorte do céu. A oração feita em família, como a reza do terço, e a meditação da Palavra de Deus são algumas das recomendações. Entretanto, é imprescindível a participação na missa e os outros sacramentos que só se concretizam de maneira presencial, em uma igreja, pessoalmente com o sacerdote, com todos os protocolos de segurança e sanitários que a pandemia exige."

Segundo o padre, o importante é utilizar das situações adversas como grande oportunidade de avanço na intimidade com Deus e de amadurecimento da fé, a partir da reflexão e de mudanças de atitudes. "Ele sabe tirar um grande bem de qualquer mal que seus filhos estejam padecendo."

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por