SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | TERÇA-FEIRA, 09 DE AGOSTO DE 2022
FITNESS

Paratletas aderem à corrida de rua

Com ajuda de cadeiras de rodas adaptadas ou com o auxílio de corredores guia, esses atletas têm batido recordes de superação pessoal

Marco Antonio dos Santos
Publicado em 29/07/2022 às 19:22Atualizado em 29/07/2022 às 19:27

A participação de pessoas com deficiência física em corridas de rua vem aumentando em Rio Preto e região. Seja com ajuda de cadeiras de rodas adaptadas ou com o auxílio de corredores guia, esses paratletas têm batido recordes de superação pessoal. Assim aconteceu na manhã do último dia 26 de junho, quando o atleta e policial militar Cleber Caires recebeu a missão mais diferente de sua vida: Ser o guia de um atleta com deficiência visual, por 10 km, durante a Corrida do SBT. “Eu me surpreendi com o desempenho do atleta deficinete porque, ao contrário do que eu imaginava, ele não caminhou por nenhum trecho dos 10 km. É um exemplo para todos nós”, diz Caires.

Quem também está surpreso com a dedicação dos atletas com deficiência é o professor de educação física Matheus Balsanari, que há pouco mais de três meses treina dez crianças do Projeto Renascer para provas de corrida de rua. O projeto é desenvolvido em parceria com a assessoria esportiva RP Move, mas sem qualquer cobrança da entidade ou dos alunos.

“Uma vez por semana eu vou até a Renascer para treinar crianças de dez a 16 anos. É muito bacana, porque elas se dedicam bastante. Enquanto os paratletas treinam para o esporte, eu treino para encarar melhor a vida”, brinca o professor.

Além disso, Balsanari diz que a maior alegria em participar desse projeto é ver a felicidade dos pais com o desenvolvimento dos filhos, tanto na corrida como na vida. “Tem um garoto que já está correndo bem mais do que eu. Espero, com esse trabalho, mostrar para esses jovens, e seus respectivos pais, que todos podem chegar bem longe”, diz.

Com experiência de 20 anos na organização de provas de rua, Fernando Furlan e Marcelo Arroio, sócios da Associação de Lazer, Cultural e Esportiva Riopretense (Alcer), fazem questão de colocar paratletas nas competições. “Na Corrida Squadra Fit, fizemos uma largada especial com os atletas deficientes. Percebo que competições realizadas no período da tarde facilitam a participação desses atletas, devido ao transporte, possibilitando melhor inclusão”, diz.

Fernando Furlan também percebeu que a sinalização especial para os deficientes no percurso e tempo de prova é outra forma de incluir pessoas com necessidades especiais e garantir a segurança de todos.

1ª Corrida de Inclusão

No próximo dia 18 de setembro, a praça José Gerosa, no bairro Vivendas, em Rio Preto, será palco da 1ª Corrida de Inclusão do Instituto Unimed Rio Preto. Com largada e chegada no mesmo local, a prova terá a participação de atletas profissionais e amadores, nas modalidades corrida (com percursos de 5 km e 10 km) e caminhada (percurso de 5 km).

Para tornar a prova ainda mais atraente e divertida, a corrida terá diversas atrações culturais espalhadas ao longo do trajeto, para incentivar ainda mais os participantes. As inscrições já podem ser feitas pelo link www.minhasinscricoes.com.br/Evento/CorridadaInclusao. Basta selecionar a categoria. A inscrição dá direito a um kit com camiseta, boné, mochila, e medalha de participação. As vagas são limitadas.

O valor arrecadado com as inscrições será revertido para os projetos “Reforma e ambientação da academia do Clube Amigo dos Deficientes - CAD” e “Pernas Solidárias”, do Instituto Unimed Rio Preto. O objetivo é que os atletas façam uma ação social contribuindo com esses dois projetos, que têm como objetivo promover a inclusão por meio do esporte, da qualidade de vida e do bem-estar de pessoas com deficiência. (MAS)

‘Enquanto os paratletas treinam para o esporte, eu treino para encarar melhor a vida’, diz Matheus Balsanari, treinador de crianças com deficiência (Divulgação)

‘Enquanto os paratletas treinam para o esporte, eu treino para encarar melhor a vida’, diz Matheus Balsanari, treinador de crianças com deficiência (Divulgação)

Crianças do Projeto Renascer que participam das corridas de rua (RP Move)

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por