SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | DOMINGO, 22 DE MAIO DE 2022
ALIMENTAÇÃO

O milho é um superalimento que une sabor e inúmeros benefícios para a saúde

O milho é um O milho deve ser incluído em uma alimentação saudável e equilibrada, como uma fonte de carboidrato. que une sabor e inúmeros benefícios para a saúde

Jéssica Reis
Publicado em 05/05/2022 às 17:25Atualizado em 13/05/2022 às 15:33

Saboroso, versátil e saudável, além de ser um daqueles superalimentos com inúmeros benefícios. Segundo Nathaly Russo, nutricionista especialista em emagrecimento e saúde da mulher. O milho deve ser incluído em uma alimentação saudável e equilibrada, como uma fonte de carboidrato.

A nutricionista do Comitê Umami, Graciela Vargas, conta que, além de estar presente em diversas receitas, o milho é um ótimo aliado na saúde dos consumidores, seja como antioxidante ou como fonte de energia. “A cada 100g, o milho conta com 28,6g de carboidratos, 138 calorias, 3,9 g de fibras, 6,6g de proteínas e é um cereal que não contém glúten”, ressalta Graciela.

O alimento é uma forma saudável de energia, pois possui carboidratos complexos (absorvidos mais lentamente pelo organismo) em sua composição. “O milho é muito versátil, como ingrediente base ou complemento, pode ser encontrado em diversas receitas doces e salgadas. É importante priorizar a versão in natura e ter atenção com o preparo e demais ingredientes utilizados (principalmente com a quantidade de sal, gordura e açúcar) para manter uma refeição saudável e nutritiva”, explica a nutricionista.

A recomendação de Nathaly é de que no almoço e jantar, o milho pode ser introduzido cozido ou assado, em uma salada, um creme, torta ou até mesmo em uma sopa. As sobremesas também podem ter o milho como ingrediente, como por exemplo, a canjica e o curau. No café da manhã, ele pode aparecer no pão, bolo, e nos lanches como pipoca.

In Natura

A nutricionista Nathaly Russo diz que a melhor forma de consumir o milho é in natura, ou seja, não processado. “A espiga do milho pode ser cozida ou assada, não havendo diferença nutricional relevante. Deve-se ter atenção no modo de preparo e evitar a adição em excesso de sal e gorduras. A pipoca também pode ser uma forma interessante de lanche saudável. Devemos evitar a versão industrializada (pipoca para micro-ondas) devido a alta quantidade de aditivos alimentares, sódio e gorduras. O ideal é comprar o milho para pipoca e optar pelo preparo caseiro, utilizando ervas naturais (orégano, alecrim, tomilho, pimenta-do-reino), pouco sal e gordura. Vale ressaltar que é fácil perder o controle da quantidade de pipoca consumida, a orientação é que prepare uma pequena quantidade do alimento”, ensina.

Segundo a nutricionista, o milho em conserva (caixinha, lata) é considerado um alimento processado, ou seja, seu estado natural foi alterado. Segundo a OPAS (Organização Pan-Americana de Saúde), alimentos processados são feitos essencialmente pela adição de sal, açúcar, óleo ou outras substâncias.

A depender do fabricante, o milho em conversa pode conter um alto teor de sódio. A Organização Mundial da Saúde (OMS), recomenda que o consumo de sódio para a população adulta seja de até 2 gramas por dia. O consumo em excesso, pode trazer malefícios a saúde, como doenças cardiovasculares.

“Os alimentos in natura sempre serão melhores opções, mas caso opte pelo industrializado, sempre faça a leitura do rótulo. Quanto menos ingredientes e menor teor de sódio, melhor para sua saúde”, alerta a nutricionista.

Benefícios do milho

É uma fonte saudável de energia, pois possui carboidratos complexos (absorvidos mais lentamente pelo organismo) em sua composição. 100 g de milho cozido fornece, 129 calorias e 26,7 gramas de carboidrato, segundo a TBCA (Tabela Brasileira de Composição dos Alimentos).

Contém alto teor de fibras, principalmente do tipo insolúvel. As fibras atuam na melhora do funcionamento intestinal (favorecem a formação do bolo fecal e ajudam na manutenção da microbiota intestinal), reduzem os níveis de colesterol, auxiliam no controle glicêmico e conferem maior sensação de saciedade, sendo importante para quem busca o emagrecimento.

Rico em antioxidantes. Os carotenóides, luteína e zeaxantina, fortalecem o sistema imunológico, além de auxiliar na proteção de doenças degenerativas oculares, como a catarata.

Em sua composição também encontramos diversas vitaminas e minerais que são importantes aliados na manutenção da saúde, como as vitaminas do complexo B, A e E, magnésio, potássio, fósforo, cobre, zinco.

Também é uma boa opção para celíacos, pois não possui glúten em sua composição.

 Fonte: Nathaly Russo, nutricionista especialista em emagrecimento e saúde da mulher

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por