SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | DOMINGO, 14 DE AGOSTO DE 2022
GUILHERME BOULOS

'Fator econômico vai decidir a eleição', diz Boulos em Rio Preto

Boulos faz críticas à gestão do presidente Jair Bolsonaro (PL) e afirma que Lula tem chance de ganhar no primeiro turno

Vinícius Marques
Publicado em 06/08/2022 às 00:05Atualizado em 06/08/2022 às 08:43
Gulherme Boulos em entrevista ao Diário (Guilherme Baffi 4/8/2022)

Gulherme Boulos em entrevista ao Diário (Guilherme Baffi 4/8/2022)

Candidato a deputado federal pelo Psol e coordenador da campanha do ex-presidente Lula (PT) ao Palácio do Planalto no Estado de São Paulo, Guilherme Boulos abriu nesta quinta-feira, 4, uma série de entrevistas que o Diário começou a realizar para debater a campanha eleitoral no podcast Diário Talks.

Boulos faz críticas à gestão do presidente Jair Bolsonaro (PL) e afirma que Lula tem chance de ganhar no primeiro turno. “Bolsonaro é o pior presidente da história republicana”, disparou.”É num cenário de devastação social e econômica que a gente vive”, disse.

Em entrevista aos jornalistas Maria Elena Covre, Vinícius Marques e Gabriel Vital (que pode ser conferida na íntegra também no portal diariodaregiao.com.br), Boulos afirmou que corrupção é "fruto de um sistema político viciado" e que "não foi inventada por um partido". "Você só vai extirpar a corrupção no Brasil com uma profunda reforma política", defendeu. Boulos estava acompanhado de candidatos do partido, como o vereador João Paulo Rillo, que disputa cadeira na Câmara dos Deputados.

Ele respondeu ainda a perguntas sobre a aliança do presidenciável do PT com Geraldo Alckmin (PSB), sobre movimentos sociais e como vê esquerda na cena política atual.

"A polarização não foi inventada pelo Lula nem pelo Bolsonaro. O que não pode é transformar polarização em violência, cultura de ódio.

O representante do Psol afirmou ainda que a estratégia do atual presidente de colocar em xeque o sistema eleitoral do País é uma evidência de que Bolsonaro pretende contestar o resultado das urnas em possível vitória e Lula.

Na avaliação de Boulos, que desistiu em março de ser candidato ao governo de São Paulo para tentar uma cadeira na Câmara dos Deputados, o fator econômico terá peso na decisão do eleitorado.

"O que vai determinar o resultado no Brasil é a questão econômica. A questão econômica não é só dar R$ 200 a mais faltando três meses para a eleição achando que isso vai resolver. O eleitor não é bobo”, afirmou sobre o pacote que ampliou o Auxílio Brasil de R$ 400 para R$ 600.

"A questão econômica é perceber que o preço da gasolina aumentou, que o botijão de gás está custando R$ 120, R$ 130, que as pessoas não estão conseguindo comprar leite, o desemprego de 12 milhões de pessoas. Trabalho informal explodindo. Bolsonaro não fez nenhuma política social consistente em três anos de governo”, disse.

Boulos é líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto e afirma que, por causa disso, é alvo de “memes” e fake news na internet. "Atuo há 20 anos com grupos de moradores sem teto. Sofro preconceito mesmo, sou alvo de fake news do tipo 'Boulos vai invadir sua casa', todo tipo de absurdo por esse compromisso com a causa social."

E responde ainda a acusações de adversários de que “nunca trabalhou e vive da mesada dos pais, que são médicos”. "Trabalho há 19 anos como professor. Trabalhei em várias faculdades, ministro cursos a distância. É assim que, com a minha mulher, que também trabalha, eu pago os boletos de casa", citou.

Sobre o apoio a Lula, que foi condenado pela Lava Jato e chegou a ser preso por decisão do ex-juiz Sérgio Moro, o candidato do Psol afirma que o ex-presidente foi alvo de um “processo político midiático”. "Corrupção não é coisa de um partido. Eu defendo uma reforma política profunda. Existiram denúncias de corrupção no governo do PT, como existiram no governo do PSDB, no governo Temer e como existem no governo de Jair Bolsonaro. Não acho aceitável fazer linchamento e condenar as pessoas por um processo político midiático. Foi o que aconteceu com o presidente Lula.”

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por