SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | SÁBADO, 04 DE DEZEMBRO DE 2021
TRANSPORTE

Edinho vê 'bom serviço' nos ônibus de Rio Preto e defende renovação do contrato

Prefeito de Rio Preto afirma que valor da tarifa é um dos menores do País e defende prorrogação que depende de aprovação na Câmara; CPI do Transporte no Legislativo apura queixas de lotação

Vinícius Marques e Francela Pinheiro
Publicado em 08/10/2021 às 00:43Atualizado em 08/10/2021 às 08:34
Movimentação no terminal de transporte coletivo; prefeito de Rio Preto disse nesta quinta, 7, que projeto sobre concessão será detalhado em audiências públicas (Marco Antonio dos Santos/Arquivo)

Movimentação no terminal de transporte coletivo; prefeito de Rio Preto disse nesta quinta, 7, que projeto sobre concessão será detalhado em audiências públicas (Marco Antonio dos Santos/Arquivo)

A menos de um mês do fim do contrato de concessão do transporte coletivo, o prefeito de Rio Preto, Edinho Araújo (MDB), afirmou nesta quinta-feira, 7, que as empresas prestam “um bom serviço”. Edinho defendeu ainda a renovação do contrato de concessão e disse que Rio Preto tem “uma das menores tarifas do País”. O contrato é alvo de CPI na Câmara, principalmente por conta de queixas de usuários de ônibus lotados na pandemia. No Ministério Público, o caso foi arquivado. O presidente da comissão, Robson Ricci (Republicanos) contestou o prefeito e disse que Edinho deveria visitar o terminal urbano. 

O prefeito disse que a renovação é “legal”, prevista em contrato. "Temos um bom serviço prestado. Há de se reconhecer que tem sido observada a idade média dos ônibus, com renovação da frota, wi-fi”, disse. Edinho afirmou ainda que o contrato, que termina em 8 de novembro, prevê a prorrogação. A Prefeitura descartou abrir licitação do serviço. O prefeito defendeu a prorrogação em entrevista na inauguração da UBS Anchieta.

Edinho encaminhou à Câmara projeto que pede autorização dos vereadores para estender o contrato com as empresas Expresso Itamarati e Circular Santa Luzia por mais dez anos. O projeto é motivo de críticas da oposição. A proposta, por exemplo, não estabelece qual será o valor da tarifa em novo contrato, nem quanto deverá ser pago pelas empresas para manutenção do serviço, por meio de outorga.

O secretário de Governo, Jair Moretti, afirmou na semana passada, que o valor deve ficar na casa dos R$ 19 milhões. O valor da tarifa atualmente é de R$ 3,30 no cartão e R$ 3,50 paga em dinheiro. Edinho mencionou ainda que cidades do mesmo porte que abriram concorrência de transporte tiveram licitações fracassadas. Um dos motivos seria a pandemia.

“Por que vou abrir mão de uma situação que a lei permite (renovação)? Temos uma das menores tarifas do País”, afirmou o prefeito. Ele disse que aguarda as audiências públicas que devem ocorrer antes da votação do projeto. “Espero que as audiências públicas sejam realizadas e o secretário e nossos técnicos possam esclarecer”, afirmou o prefeito. Ele se referiu ao secretário de Trânsito, Amaury Hernandes, que deve participar dos debates.

O presidente da Câmara, Pedro Roberto (Patriota), convocou três audiências antes de colocar a proposta em votação, em 26 de outubro. O presidente da Comissão de Trânsito e Transportes da Câmara, Bruno Marinho (Patriota), também disse que irá marcar audiência.

Na terça, 5, a maioria dos vereadores rejeitou a convocação do secretário para que ele fosse sabatinado em sessão sobre o projeto. O requerimento foi apresentado por João Paulo Rillo (Psol). (Com Millena Grigoleti)

Vereador sugere passeio

O vereador Robson Ricci (Republicanos), presidente da CPI do Transporte, contestou a afirmação de que o serviço de transporte é “bem prestado”, feita pelo prefeito Edinho Araújo (MDB), nesta quinta-feira, 7. O parlamentar, disse que o prefeito deveria realizar pesquisa sobre o transporte e visitar o terminal de transporte coletivo, na praça Jornalista Leonardo Gomes.

O parlamentar reclama que há lotação em ônibus. “Seria interessante o prefeito ir um dia no terminal, pessoalmente, principalmente nos horários de pico para fazer uma pesquisa com quem utiliza o meio de transporte pra saber se o povo o apoia nessa opinião”, disse o vereador.

Ricci ainda convidou Edinho para um “passeio”. “Faço um convite para ele, para andar em algumas linhas comigo e, se não tiver tiver reclamação, eu assino o projeto, mas, se tiver, vamos ter que aprofundar a discussão”. (VM e FP)

 
Copyright © - 2021 - Grupo Diário da Região.É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuido por