SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | SEGUNDA-FEIRA, 24 DE JANEIRO DE 2022
OBRAS

Dnit anuncia que duplicação da BR-153 em Rio Preto está 98% concluída

Diretor-geral do órgão vem a Rio Preto e prevê inauguração da empreitada, que tem custo total estimado em R$ 300 milhões, no início do próximo ano; governo agiliza liberação de recursos

Vinícius Marques
Publicado em 02/12/2021 às 00:57Atualizado em 02/12/2021 às 09:00
Veículos na rodovia BR-153 em Rio Preto; trecho urbano faz parte das obras de duplicação que terminam no início de 2022 (Johnny Torres 1/12/2021)

Veículos na rodovia BR-153 em Rio Preto; trecho urbano faz parte das obras de duplicação que terminam no início de 2022 (Johnny Torres 1/12/2021)

Sete anos e dois meses após a assinatura do contrato de duplicação e construção de pontes e viadutos no trecho da rodovia BR-153 que passa por Rio Preto, a obra está quase pronta. Comunicado oficial do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), divulgado na conta oficial do órgão no Twitter, informa que o empreendimento está 98% concluído.

No total, incluindo o contrato de duplicação assinado com o consórcio formado pelas empresas Bandeirantes-Encalso-Coplan-Astec, os investimentos somam cerca de R$ 300 milhões. A obra de duplicação está orçada atualmente em cerca de R$ 260 milhões. Ainda há contratos de supervisão, gerenciamento e gestão ambiental.

O comunicado do Dnit, departamento vinculado ao Ministério de Infraestrutura, informa que o governo federal suplementou o orçamento da obra para este ano para garantir a finalização. Segundo o Diário apurou, foram empenhados (reservados) cerca de R$ 7 milhões para a empreitada.

“A tão aguardada conclusão da travessia urbana de São José do Rio Preto está perto de acontecer. O governo suplementou o orçamento do empreendimento, com o aporte de recursos necessários para o término da obra no início de 2022”, afirma postagem nas redes sociais. No total, são nove publicações sobre o empreendimento em Rio Preto, com fotos, vídeos e informações da duplicação.

“Aproximadamente 98% das obras estão concluídas. O empreendimento fica localizado no segmento da BR-153/SP que atravessa uma das maiores cidades do interior de São Paulo, com o fluxo superior a 35 mil veículos por dia”, afirma outro trecho da publicação do Dnit.

O diretor-geral do Dnit, general Santos Filho, o diretor-executivo, Euclides Bandeira, e o superintendente regional de SP, Sérgio Codelo, visitaram a obra em Rio Preto nesta terça. Segundo o Dnit, eles “acompanham in loco o andamento do empreendimento e o cumprimento do cronograma durante visita técnica às obras da travessia”.

A conclusão da obra é tida como prioridade para o governo Bolsonaro. Aliados do presidente afirmam que Bolsonaro, assim como o ministro de Infraestrutura, Tarcísio Freitas, virão a Rio Preto para a entrega oficial da obra. Os investimentos no setor fazem parte da estratégia eleitoral de Bolsonaro, que tentará a reeleição no próximo ano. O presidente, inclusive, pretende lançar Freitas para disputar o governo de São Paulo.

Em outubro, o Congresso aprovou projeto do presidente Jair Bolsonaro (PL), que abriu crédito extra de R$ 9,7 milhões para a duplicação. Ainda há promessa do governo de que, caso seja necessário, mais R$ 11 milhões sejam injetados na obra. O cenário atual é bem diferente de relatório elaborado pelo próprio Dnit em julho, no qual foi apontado risco de paralisação por falta de recursos.

A duplicação e recuperação de trecho que totaliza 17,2 quilômetros teve início apenas em abril de 2016 (o contrato foi assinado em 3 de setembro de 2014), no governo de Dilma Rousseff, e acumula atrasos. A obra deveria ser concluída no final de 2018. O prazo foi prorrogado mais de uma vez. Atualmente, cerca de 70 pessoas trabalham no empreendimento.

‘Sempre confiei’, diz Edinho sobre finalização da obra

Reprodução de comunicado do Dnit sobre a duplicação da BR-153 em Rio Preto, que cita prioridade do governo federal

O prefeito de Rio Preto, Edinho Araújo (MDB), comemorou o comunicado do Dnit sobre a conclusão das obras de duplicação da BR-153 no trecho urbano do município. Edinho chegou a entrar em contato com o ministro Tarcísio Freitas neste ano diante da possibilidade de paralisação da obra por falta de recursos. Em 2019, o prefeito foi pessoalmente a Brasília falar sobre o empreendimento que, na época, também tinha problemas orçamentários.

Em nota divulgada nesta quarta, 1,º o prefeito afirmou que “sempre confiou” na conclusão do empreendimento. “É motivo de comemoração o trecho urbano da BR-153 em São José do Rio Preto estar com 98% das obras de duplicação concluídas, contando com 14 novas obras, oito novos acessos ao município e 14 passarelas”, disse o prefeito. “Sempre confiei e trabalhei para que a duplicação se tornasse realidade e que agora chega ao seu final com a previsão de entrega para o início de 2022. Assim, teremos uma rodovia moderna e segura para os motoristas e usuários deste importante trecho rodoviário federal”, completou Edinho.

De acordo com informações do Dnit, o empreendimento conta com “a construção de 13 viadutos, uma ponte e instalação de 8 passarelas de pedestres, ao longo dos 17,8 km de intervenções”. “O Dnit também realiza a restauração da pista existente e a implantação de vias marginais para melhoria do tráfego”, informou o departamento. O comunicado oficial do governo federal também afirma que a duplicação tinha menos da metade pronta em 2018. “O Dnit priorizou o empreendimento para garantir mais uma importante entrega para a sociedade”.

Por fim, o órgão afirma que a obra “contempla dispositivos de drenagem para evitar erosões e cumprir condicionantes ambientais ”. O departamento não informou mais detalhes, solicitados por e-mail, sobre a duplicação em Rio Preto. No final do mês passado, o governo aprovou o 21º aditivo na obra. A alteração contratual diz respeito “ao reposicionamento de sinalização vertical, complementação de elementos de sinalização e dos dispositivos de contenção viária, a realocação dos passeios previstos nas obras em questão, além da inclusão dos projetos de acessibilidade específicos das passarelas”. O contrato em vigor tem previsão de ser encerrado em 14 de dezembro, mas pode ter nova prorrogação, até o início de 2022.

 
Copyright © - 2021 - Grupo Diário da Região.É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuido por