SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | SEXTA-FEIRA, 22 DE OUTUBRO DE 2021
COM INICIATIVA PRIVADA

Concessão abre caminho para voos internacionais no aeroporto de Rio Preto

Secretário estadual de Logística e Transportes, João Octaviano Machado Neto, diz que Rio Preto poderá ter voos para países da América do Sul

Vinícius Marques
Publicado em 01/09/2021 às 23:32Atualizado em 02/09/2021 às 12:19
João Octaviano descartou pedágio na rodovia Euclides da Cunha (Guilherme Baffi 1/9/2021)

João Octaviano descartou pedágio na rodovia Euclides da Cunha (Guilherme Baffi 1/9/2021)

O secretário estadual de Logística e Transportes, João Octaviano Machado Neto, afirmou em entrevista ao Diário nesta quarta-feira, 1º, que a concessão do aeroporto de Rio Preto abre caminho para ampliação de voos, até com rotas internacionais. O contrato de concessão será assinado até outubro. O aeroporto estadual Eribelto Manoel Reino de Rio Preto junto com outros dez do bloco noroeste foram leiloados à iniciativa privada em julho. O consórcio Socicam arrematou o lote com proposta de R$ 7,6 milhões e deve investir cerca de R$ 40 milhões em 30 anos em Rio Preto.

No período pré-pandemia, o aeroporto de Rio Preto chegou a registrar 1 milhão de passageiros por ano, segundo o secretário, o que é um atrativo do local. “A concessionária vai apresentar um plano de investimento. Mas em um aeroporto com potencial de Rio Preto, eles vão investir rápido, com novas rotas, trazer mais passageiros, oferecer outros destinos”, afirmou.

Com a concessão, o Daesp, braço do governo estadual responsável pela administração de aeroportos, será extinto. Funcionários devem ser deslocados para Artesp, agência de transportes terrestres, ou mesmo aproveitados pela concessionária.

"Há a questão de ampliação da pista, dispositivos de segurança de voos para que tenha outros destinos e receba voos de outras cidades, Isto seguramente deve estar no radar da concessionária. Rio Preto pode ter voos para outras capitais do Brasil. Poderá ter voos internacionais na América do Sul para Buenos Aires (Argentina). O aeroporto tem atratividade enorme”, afirmou o secretário.

undefined

O secretário disse ainda que “não está prevista” a instalação de praças de pedágio na rodovia Euclides da Cunha, que passa por cidades da região como Jales, Votuporanga e Fernandópolis. No entanto, ele afirmou que faz parte de estudo para novas concessões do governo estadual. “A gente tem discutido quais modelos adequados para fazer os crescimentos das rodovias. Está sendo estudado, mas neste caso específico (Euclides) não tem nada de pedágio”, afirmou.

Já sobre a concessão da Washington Luís, o secretário disse que o lote hoje administrado pela Triângulo do Sol será licitado no ano que vem. A nova concessão vai incluir obras de terceira faixa na rodovia, e intervenções em marginais, entre Mirassol, Rio Preto e Cedral”. Ele citou ainda que programa de recuperação de vicinais, que inclui a região, está em fase de licitação.

(Com Rodrigo Lima)

 
Copyright © - 2021 - Grupo Diário da Região.É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuido por