SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | QUARTA-FEIRA, 06 DE JULHO DE 2022
PRISÃO DECRETADA

Preso, ex-ministro da Educação será transferido para Brasília

Na quinta, 23, Milton Ribeiro vai passar por uma audiência de custódia

Agência Brasil
Publicado em 22/06/2022 às 17:17Atualizado em 22/06/2022 às 17:30
Milton Ribeiro, ex-ministro da Educação (Catarina Chaves/MEC)

Milton Ribeiro, ex-ministro da Educação (Catarina Chaves/MEC)

O ex-ministro da Educação, Milton Ribeiro, deverá ser transferido para a Superintendência da Polícia Federal (PF) em Brasília após ter a prisão decretada nesta quarta-feira, 22, pelo juiz Renato Borelli, da 15ª Vara Federal do Distrito Federal.

Na quinta, 23, Milton Ribeiro vai passar por uma audiência de custódia, que está prevista para as 14h. 

Ribeiro mora em Santos (SP) e foi um dos alvos da Operação Acesso Pago, que investiga o suposto “tráfico de influência e corrupção para a liberação de recursos públicos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE)”, vinculado ao Ministério da Educação (MEC).

Mais cedo, a defesa do ex-ministro divulgou uma nota em que diz que "inexiste razão para a prisão preventiva editada" e que a "custódia é injusta, desmotivada e indiscutivelmente desnecessária".

O advogado Daniel Bialski, que foi contratado para fazer a defesa de Ribeiro, informou em nota que pretende entrar com um pedido de habeas corpus "visando o reconhecimento da coação ilegal imposta, especialmente porque os fatos são pretéritos e sem  contemporaneidade."

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por