SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | QUARTA-FEIRA, 06 DE JULHO DE 2022
FALAS SEXISTAS

Arthur do Val, o Mamãe Falei, é cassado pela Alesp e fica inelegível por 8 anos

Ex-deputado estadual já havia renunciado ao mandato, mas agora teve os direitos políticos suspensos

Núcleo Digital
Publicado em 17/05/2022 às 18:43Atualizado em 17/05/2022 às 18:45
Arthur do Val em entrevista ao Diário (Guilherme Baffi 13/05/2021)

Arthur do Val em entrevista ao Diário (Guilherme Baffi 13/05/2021)

O plenário da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) cassou nesta terça-feira, 17, por unanimidade, o ex-deputado estadual Arthur do Val (União Brasil), por se referir às mulheres ucranianas com falas sexistas. O ex-parlamentar já havia renunciado ao mandato.

Ao todo, foram 73 votos a favor da cassação proposta pelo Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Alesp. Eram necessários pelo menos 48 para que o deputado fosse cassado. Não houve voto contra a cassação.

Com a decisão do plenário, Arthur, conhecido como "Mamãe Falei", tem os direitos políticos suspensos e fica inelegível por oito anos.

O deputado estadual da região de Rio Preto, Carlão Pignatari (PSDB), presidente da Alesp, afirmou que fica "triste" por ainda ouvir falar em machismo e assédio. "Eu espero que nós possamos, na Assembleia Legislativa de SP, dar um grande exemplo de aqui isso não vai acontecer", disse.

Relembre o caso

Os áudios sexistas de Arthur do Val foram divulgados no início de março, quando o parlamentar estava na Ucrânia enviado pelo Movimento Brasil Livre (MBL).

Nas gravações, o deputado afirma que as mulheres ucranianas eram "são fáceis, porque são pobres".

"E aqui minha carta do Instagram, cheia de inscritos, funciona demais. Não peguei ninguém, mas eu colei em duas 'minas', em dois grupos de 'mina'. É inacreditável a facilidade. Essas 'minas' em São Paulo você dá bom dia e ela ia cuspir na sua cara e aqui são super simpáticas", disse.

O conteúdo também incentivava a realização de turismo sexual, já que o político afirmou que voltaria ao país após a guerra.

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por