SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | SEXTA-FEIRA, 19 DE AGOSTO DE 2022
CANDIDATO A DEPUTADO FEDERAL

Ex-prefeito de Santa Adélia vai substituir Geninho na chapa do União Brasil

Marcelo Hercolin também integra o núcleo duro da base política de Rodrigo Garcia na região

Maria Elena Covre
Publicado em 04/08/2022 às 18:08Atualizado em 04/08/2022 às 18:08
Marcelo Hercolin e Rodrigo Garcia (Divulgação)

Marcelo Hercolin e Rodrigo Garcia (Divulgação)

Marcelo Hercolin, ex-prefeito de Santa Adélia, ex-diretor da CDHU e também aliado dos mais próximos de Rodrigo Garcia (PSDB) na região de Rio Preto, será o substituto de Geninho Zuliani na chapa a deputado federal do União Brasil.

Nome natural

Aos 42 anos, Hercolin estava com a pré-campanha a deputado estadual em andamento, mas acabou surgindo como nome natural do grupo político do governador tucano na região para ocupar o espaço deixado por Geninho, que será candidato a vice na chapa de Rodrigo.

Geografia

Ao Diário, Hercolin afirmou que foi cogitada a entrada de Antonio Rueda, presidente estadual do União Brasil, para a vaga criada com a saída de Geninho. No entanto, segundo ele, o partido avaliou que era importante um nome que ocupasse geograficamente o mesmo espaço onde a campanha de Geninho já estava organizada e consolidada.

Herança 1

Ainda segundo o ex-prefeito de Santa Adélia, desde que aceitou o convite do partido para migrar sua candidatura da Assembleia Legislativa para a Câmara Federal, ele vem se ocupando em ligar para as dobradas e os apoiadores do correligionário. “Minha intenção é manter todos os encaminhamentos e acordos”, diz.

Herança 2

Entre os acordos mais fortes de Geninho que Hercolin tenta repactuar estão a dobrada regional com o presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo, Carlão Pignatari (PSDB), de Votuporanga, e o delegado e vereador de Rio Preto Renato Pupo (PSDB).

Filme repetido

O rearranjo no núcleo duro da base política de Rodrigo Garcia na região é exatamente o que foi feito em 2018, quando o então deputado federal abandonou a disputa pela reeleição e assumiu o posto de vice de João Doria (PSDB). Na época, Geninho Zuliani, ex-prefeito de Olímpia, “herdou” a “estrutura” do agora govenador.

Apoiadores orfãos

Quanto às dobradas, resta saber se os interessados diretos pretendem manter os acordos com Geninho nos mesmos termos. Além dos políticos em campanha, em Rio Preto Geninho deixa “livres” outros quatro cabos  eleitorais de luxo que ele havia arrebanhado na Câmara: Claudia de Giuli (MDB), Francisco Júnior (União Brasil), Bruno Marinho (Patriota) e Anderson Branco (PL).

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por