SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | SEGUNDA-FEIRA, 16 DE MAIO DE 2022
SEGREDINHO LEGISLATIVO

Câmara de Rio Preto rejeita projeto e mantém votações secretas

Maioria dos vereadores foi contra a proposta com discurso que a exposição de nome pode “constranger” homenageados

Vinícius Marques
Publicado em 25/01/2022 às 18:14Atualizado em 25/01/2022 às 18:14
Câmara de Rio Preto rejeita projeto e mantém votações secretas (Guilherme Baffi 25/01/2022)

Câmara de Rio Preto rejeita projeto e mantém votações secretas (Guilherme Baffi 25/01/2022)

A Câmara de Rio Preto rejeitou o projeto que acaba com sessões secretas na Casa. As votações ocorrem para denominação de ruas ou para honrarias, como títulos oficiais.  A tramitação de projetos desse tipo ocorre de forma sigilosa.  Apenas depois de aprovada a honraria, os nomes de homenageados são divulgados.

A maioria dos vereadores foi contra a proposta com discurso que a exposição de nome pode “constranger” homenageados. Com sete votos a favor e oito contra, o projeto, de autoria do vereador Renato Pupo (PSDB) foi rejeitado. Com isso, a proposta é arquivada na Câmara. 

Jean Charles (MDB) e o autor da proposta utilizaram a tribuna para defender a iniciativa. “Passou o tempo das sessões secretas. Quanto mais transparência, melhor para a Casa, para a cidade, e para a política, também”, afirmou Jean Charles.

Pupo defendeu a votação “em nome da democracia e da transparência”. Disse ainda que as sessões secretas “não tem nada demais”. “Há margem para as pessoas pensarem que tem coisa errada. Acho que essa votação aberta é um exemplo que vamos dar”, disse Pupo.

Teve caso de vereador que defendeu a transparência mas votou contra, como Bruno Marinho (Patriota). “Todos são favoráveis à transparência. A votação secreta é um trâmite. O que é aprovado é publicado posteriormente” , disse.

Já Anderson Branco (PL) disse que nas sessões secretas são votadas honrarias e nomes de ruas. “Pode trazer constrangimento, sim. Não existe nada que votamos escondido, como falam maldosamente. Por isso que sou contra esse projeto. De secreto, só tem o nome”, afirmou. 

No entanto, não é possível acompanhar nem a tramitação nem a votação desses projetos. O presidente da Câmara, Pedro Roberto (Patriota), terminou a sessão e lembrou que os vereadores ainda teriam de votar projetos na sequência, em sessão secreta. O presidente já se havia se declarado a favor da iniciativa, mas só votaria em caso de empate.Como os vereadores votaram Anderson Branco (PL) contra Bruno Marinho (Patriota) contra Bruno Moura (PSDB) ausente Celso Peixão (MDB) contraCláudia de Giuli (MDB) contra  Francisco Junior (DEM) contra Jean Charles  (MDB) favor João Paulo Rillo (Psol) favor Jorge Menezes (PSD) contra Júlio Donizete (PSD) contra Karina Caroline (Republicanos) favor Odélio Chaves (PP) favor Paulo Pauléra (PP) contra Pedro Roberto (Patriota) não vota Renato Pupo (PSDB) favor Robson Ricci (Republicanos) favor Rossini Diniz (PL) favor

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por