SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | DOMINGO, 05 DE DEZEMBRO DE 2021
CPI DAS TERCEIRIZADAS

Câmara de Rio Preto pede à Justiça condução coercitiva de empresário

Comissão apura denúncias de descumprimentos trabalhistas da empresa em contrato com a Secretaria de Trânsito do município

Francela Pinheiro
Publicado em 24/11/2021 às 16:55Atualizado em 24/11/2021 às 16:55
Câmara de Rio Preto (Divulgação)

Câmara de Rio Preto (Divulgação)

A Câmara de Rio Preto entrou na Justiça nesta quarta-feira, 24, com pedido de condução coercitiva do empresário Sidenir Martins da Silva para depor na CPI das Terceirizadas.

O empresário é dono da SMS Serviços e Obra, terceirizada da Prefeitura e alvo da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) instaurada na Casa para investigar contratos do município com terceiros. A comissão apura denúncias de descumprimentos trabalhistas da empresa em contrato com a Secretaria de Trânsito do município.

Desde o último mandato do prefeito Edinho Araújo (MDB), a SMS presta serviços variados para o município, em contratos variados, inclusive com dispensa de licitação.

A reportagem tentou falar com o advogado do empresário, mas não obteve contato até o fechamento do texto.

 
Copyright © - 2021 - Grupo Diário da Região.É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuido por