SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | SEXTA-FEIRA, 03 DE DEZEMBRO DE 2021
DATAS COMEMORATIVAS

Calendário oficial de Rio Preto tem Dia do Beijo e até Dia dos Políticos

Câmara rejeitou a inclusão da Parada do Orgulho LGBTQIA+ no calendário oficial, mas já aprovou outras datas no mínimo inusitadas

Gabriel Vital
Publicado em 15/10/2021 às 11:29Atualizado em 15/10/2021 às 15:25
Fachada da Câmara Municipal de São José do Rio Preto (Divulgação/Câmara)

Fachada da Câmara Municipal de São José do Rio Preto (Divulgação/Câmara)

A Câmara de Rio Preto, que rejeitou a inclusão da Parada do Orgulho LGBTQIA+ no calendário oficial do município na última quinta-feira, 14, já aprovou outras datas no mínimo inusitadas. O Dia do Beijo, por exemplo, é celebrado em 13 de abril e faz parte do calendário oficial desde 2013. A data foi inventada pelo então vereador Daniel Caldeira, que teve seu projeto aprovado pela Câmara e sancionado pelo então prefeito Valdomiro Lopes da Silva.

Segundo o texto da lei municipal 11.338/2013, a data é um "dia de celebração do amor e afeto entre as pessoas através do beijo". Assim, as "ações de afetividade" podem ser "realizadas de forma individual ou coletiva, no âmbito familiar, no trabalho e através de visitas em casas de repouso, asilos, orfanatos, hospitais e outras entidades, a fim de despertar o amor entre as pessoas."

Além do Dia do Beijo, o calendário oficial do município de Rio Preto tem datas para homenagear profissionais, grupos específicos na sociedade, além de dias definidos para ações e eventos públicos ou privados. Tem até o Dia Municipal dos Políticos, celebrado em 31 de outubro. A data, que coincide com o Halloween, foi criada em 2001, pelo então vereador Luiz Alberto Andaló, e sancionada, à época, pelo prefeito Edinho Araújo.

Só neste ano de 2021, os vereadores aprovaram e o prefeito Edinho sancionou projetos que instituem o Dia do Atleta Paralímpico (10 de setembro); Dia Municipal do Tradutor e Intérprete da Língua Brasileira de Sinais (30 de setembro); Dia do Grafiteiro (27 de março); Dia Municipal do Choro (15 de julho), em homenagem ao estilo musical do artista rio-pretense Paulo Moura; Dia de Combate ao Covid-19 (4 de abril), data do primeiro óbito pela doença ocorrido na cidade; e a Semana dos Movimentos Sociais Dalete Ferreira (a ser comemorada na semana do dia 3 de outubro).

Legislaturas anteriores incluíram no calendário oficial outras datas, como o Dia Municipal do DJ (9 de março), de autoria do vereador Celso Peixão (MDB), e o Dia Municipal do Obreiro Universal (terceiro domingo de agosto), de autoria da vereadora Karina Caroline (Republicanos).

Em 2019, o vereador Anderson Branco (PL) propôs, a Câmara aprovou e o prefeito Edinho sancionou a lei que cria o Dia de Oração pelas Autoridades de São José do Rio Preto, na terceira segunda-feira de cada mês.

Além disso, o calendário oficial do município inclui alguns eventos privados, como o Passeio dos 100Km dos Véios (primeiro domingo de setembro), o Churrascão Sertanejo (agosto), a Chopp Fest (outubro), o Campeonato de Corrida de Rua "Santander Track&Field" (outubro) e o evento de fisiculturismo Montalvão Classic (julho).

Também fazem parte do calendário eventos organizados pelo Poder Público já consolidados no município, como o Festival Internacional de Teatro (FIT), a ser realizado anualmente no mês de julho, e festividades organizadas por entidades sociais, como a Festa de São Judas Tadeu, no mês de outubro, e o Arraial do Estoril, realizado pelo Centro Social do Parque Estoril no mês de agosto.

Clique aqui para ver as leis que incluíram datas no calendário oficial do município

Parada do Orgulho LGBTQIA+

Sem espaço no calendário oficial do município, a Parada do Orgulho LGBTQIA+ é realizada anualmente no mês de junho, quando se celebra, no dia 28, o Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+.

A proposta para colocar o evento no calendário foi apresentada em julho deste ano, pelo então vereador Elso Drigo Filho, suplente do Psol que assumiu uma cadeira na Câmara por 30 dias, período em que o vereador João Paulo Rillo (Psol) se licenciou do cargo.

No projeto, Elso justificou que o evento "tem como objetivo promover ações e atividades culturais que reforcem a importância da visibilidade e da promoção de uma cultura de respeito pela diversidade."

A proposta já havia sido aprovada pelos vereadores na legalidade e voltou ao plenário nesta quinta-feira para apreciação do mérito, mas foi rejeitada por 8 votos contrários e 6 favoráveis. Os vereadores Rillo, Celso Peixão (MDB), Cláudia de Giuli (MDB), Jorge Mezenes (PSD), Renato Pupo (PSDB) e Robson Ricci (Republicanos) foram a favor da inclusão no calendário oficial.

Já os vereadores Anderson Branco (PL), Bruno Moura (PSDB), Jean Charles Serbetto (MDB), Júlio Donizete (PSD), Karina Caroline (Republicanos), Odélio Chaves (PP), Paulo Pauléra (PP) e Rossini Diniz (PL) foram contrários à proposta.

Bruno Marinho (Patriota) e Francisco Júnior (DEM) estavam ausentes no momento da votação. O presidente da Casa, Pedro Roberto (Patriota), não vota.

 
Copyright © - 2021 - Grupo Diário da Região.É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuido por