SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | SEXTA-FEIRA, 03 DE DEZEMBRO DE 2021
CARTAS DO LEITOR

Previdência estadual

Publicado em 11/10/2021 às 23:19Atualizado em 11/10/2021 às 23:27

O governador João Doria editou o decreto nº 65.021 de 19/6/2020 e iniciou, em outubro, o desconto da previdência de todos os funcionários públicos aposentados e pensionistas. Alegou que o estado mais rico do Brasil estava com déficit atuarial. Se o déficit atuarial é um estudo que projeta os próximos anos da previdência, o correto seria reajustar o valor do desconto para quem está na ativa, e não para os que contribuíram a vida toda e agora teriam o direito de usufruir a sua tão sonhada aposentadoria um pouco mais tranquilo.

O governo não reajusta os nossos salários há sete anos e ainda tem a ousadia de cometer esta injustiça. Como vamos ter eleição no ano que vem, o vice-governador Rodrigo Garcia do PSDB está constantemente em nossa região, distribuindo dinheiro. De repente, apareceu dinheiro para enganar os eleitores? Jamais vi qualquer ato do governo cortando benefícios imorais e em demasia, de deputados, assessores e dos cabides de emprego.

Vamos ficar alertas e aprender a votar, varrer do cenário político aqueles que não sabem governar para o povo.

Mirian L. R. Marim, Rio Preto

Rodoviária

Nestes últimos dias, duas pessoas escreveram nesta coluna sobre a imunda rodoviária que a nossa linda cidade tem. Inaugurada em 1973, hoje é uma sucata a céu aberto, destoando da beleza dessa metrópole.

Lugar de bandidos, usuários de drogas, assaltos e tudo coisa ruim.

Adiar mais o que? Vai por R$ 300 milhões na conta, ora sr. Edinho Araújo? Aproveita para deixar seu nome perpetuado e construa uma bonita, moderna rodoviária fora do Centro.

Francisco Otávio De Jorge, Rio Preto

Home office

Dia desses estava conversando com um amigo e ele me disse que o cachorro da família parece “estressado”, tendo picos que levam de docilidade a ataques infundados e desmotivados por qualquer situação. Parece nem ser seu cachorro. Enquanto conversávamos fui indagando, como um psicólogo. Mas sou formado em filosofia e fui tentando entender o motivo da ação canina contra seu dono e familiares.

Primeiro ele disse que o cachorro, antes dócil, estava tendo ataques e surtos, mordendo tudo que via pela frente. De chinelos a estofados, almofadas e tudo mais. Depois, tinha raiva quando alguém se aproximava dele. O que não fazia antes.

Opa! Antes. Mas antes do quê?

Ele ficou dez meses em home office. Ele, a esposa e o filho que estavam fazendo aulas “online”. Perguntei-lhe se as mudanças de humor ocorreram antes ou depois deste retorno ao serviço presencial na empresa. A resposta foi: depois.

Aí me dei conta de que o cachorro estava sofrendo com a ausência dos donos. A esposa ficou apenas três meses trabalhando em casa, mas ele passou dez meses tendo o cãozinho ao seu lado. E, agora, estava em sofrimento de solidão. Mas não só isso. Podem acontecer picos de depressão, ansiedade, tristeza ou outro tipo de transtorno. Portanto, terá que passar por um tipo de terapia.

Quem está há mais tempo em casa e tem bichinhos de estimação é bom ir preparando-o para o retorno ao serviço. Passe algumas horas por dia fora do lar, deixe vestimentas próximo de onde o animal goste de ficar (assim sentira o cheiro e ficará seguro); nada de ficar acariciando o bichinho ao sair de casa ou fazer aquela festa quando voltar. Aja naturalmente. Isso contribui para que o animal sinta-se seguro. Ajude, não frustre!

Gregório José Lourenço, Muriaé-MG

Internações

Graças a Deus, notícia abençoada esta de que “Estado de São Paulo registra menor número de internados por Covid desde abril de 2020” (indicador ficou sete vezes menor que o reportado no pico da segunda onda da pandemia). Eu eu fiquei 22 dias intubado, 36 dias internado. Só quem passou por isso sabe o sofrimento que é. Devo agradecer sempre a Deus e à excelente equipe de profissionais da área da saúde que cuidaram de mim.

Junior Lopes – Facebook

Internações-2

Graças a Deus está acabando. Depois de tanto sofrimentos, tantas mortes, famílias destruídas...Se o governo federal tivesse entrado no consórcio internacional (para compra de vacina), tinha salvado muito mais vidas!

Andreza Castro – via Facebook

Trem caipira

Em passagem por Rio Preto, eu e meu marido visitamos, na sexta-feira, 8, o Museu do Silva. O esplêndido acervo do grande artista está largado ao abandono. O prédio se deteriora, os quadros necessitam de restauro. A identificação e apreciação crítica das obras por QRCode não mais funciona, tiraram as telas de José Antônio da Silva das redes sociais e estão destruindo todo o trabalho realizado com total dedicação e competência pelo importante pesquisador e escritor rio-pretense Romildo Sant’Anna, durante mais de 40 anos. Vejo agora no Diário da Região (8/10/2021) que vão subtrair as obras de Silva do Trem Caipira, como se quisessem apagar da memória um dos artistas mais importantes das artes visuais brasileiras.

O que pretende a administração local com tamanha irresponsabilidade e falta de sensibilidade? Vemos no novo visual proposto um retrocesso de inspiração europeia. É uma pena que Rio Preto, que tinha afirmado a riqueza de sua identidade com o Trem Caipira e as obras de Silva, esteja cedendo a uma vocação colonialista.

Marinilda e Bruno Boulay, Socorro-SP

Inflação

Sobre a crise o disparo da inflação no Brasil, tomara que não haja desabastecimento, como já acontece em outros países.

Eli Colombo – via Facebook

Dependência

A dependência em redes sociais é muito sério. Vejo pessoas dirigindo e usando celular ao mesmo tempo. Não vejo lógica nisso. A pessoa não consegue, por alguns minutos, ficar sem usar celular.

Gabriela Silvestre – via Facebook

 
Copyright © - 2021 - Grupo Diário da Região.É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuido por