SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | QUINTA-FEIRA, 19 DE MAIO DE 2022
CARTAS DO LEITOR

Popularidade

Publicado em 12/01/2022 às 23:25Atualizado em 12/01/2022 às 23:56

Uma inflação atingindo números altíssimos ao final do ano de 2021(10,06%) é o sinal mais claro do fracasso econômico do governo Bolsonaro. O número é o maior dos últimos seis anos e representa quase o dobro do teto da meta, que era de 5,25%. Em um ano eleitoral isso vai impactar como uma bomba na popularidade do presidente Jair Bolsonaro de se reeleger. Já existe um cenário que é desfavorável, e ainda pode perder ainda mais os votos, pois não consegue tornar a vida do brasileiro menos difícil financeiramente.

Em 2021 o governo não conseguiu administrar a economia e nem antecipar aos problemas, o ministro Paulo Guedes parece viver uma realidade paralela, onde sempre diz: “A economia vai muito bem” e culpa os inimigos do governo dizendo que são muito pessimistas. Por outro lado, o Banco Central vem lutando sozinho, e nem a alta das taxas de juros foi suficiente para conter os números. Resta ao Banco Central, agora, explicar porque sua política monetária não funcionou.

Por outro lado, inflação alta sempre traz queda de popularidade, afinal os brasileiros estão vivenciando todos os dias a perda do seu poder de compra e descobrindo que seu dinheiro não está valendo quase mais nada. O prejuízo político não para por aí. A inflação também afasta aliados, pois ninguém quer defender um governo quando ouve a população dizer que o custo de vida está muito alto. Na realidade estamos vivendo um descontrole total. O governo federal sempre vem com um discurso antivacina, negando a ciência e atacando as instituições. O governo Bolsonaro é responsável não só pelos 10,06% de inflação, mas pelo fracasso da economia como um todo, o Brasil precisa avançar, o governo federal precisa falar menos e agir mais.

Pedro Nimer Filho, Rio Preto

Gasolina

Nesta quarta-feira, 12, vendo as notícias no jornal Diário da Região, vi que a única distribuidora de combustível está reajustando os preços novamente.

Abaixou o preço, pra depois enganar o consumidor novamente, que palhaçada sem fim.

Infelizmente temos o combustível mais caro do Brasil inteiro. Essa empresa nunca teve ou levou prejuízo.

A gasolina deveria custar R$ 3,50 o litro, o álcool R$ 2,40, o diesel R$ 4,00 e o gás de cozinha R$ 60.

Nelwil Barbosa Dantas, Rio Preto

Mentiras

Muito boa a comparação do ser humano, que não pensa, com um pássaro de asa quebrada: “O problema do marketing” (Luiz Felipe Pondé, Folha, 10/1/2022). Se nossa espécie é definida como “Homo sapiens”, o ser humano é induzido a refletir sobre ideologias sociais, religiosas. O que não pode é confundir fantasias com realidade, verdade factual com fake news. O marketing, visando lucros e vantagens, especialmente no campo político, lança mão de mentiras, causando um retrocesso existencial

Salvatore D’ Onofrio, Rio Preto

Pandemia

Além da Covid-19, surge a gripe que espalhou-se rapidamente a partir de dezembro do ano que se findou, justamente quando já havia a expectativa de que aos poucos a pandemia seria extinta. Porém, os hospitais de muitas cidades já estão com os leitos comprometidos com pacientes portadores das duas situações: gripe ou Covid-19.

A crescente informação de casos de gripe tem gerado preocupações e dúvidas devido ao aumento da procura nas Unidades de Pronto Atendimento de pessoas com sintomas respiratórios.

Há de se ressaltar que o aumento da procura pelos serviços de saúde de pessoas com sintomas gripais tem chamado a atenção, principalmente pelo momento em que estão acontecendo nesta época do ano.

Cabe às autoridades da Vigilância Sanitária instruções adequadas e essenciais, no sentido dos cuidados que se devam ter para que os sintomas não se proliferem pelo Brasil afora.

Dentre os cuidados especiais que devam ser adotados pela população figuram em primeiro plano o uso de máscara, além da higienização constantemente das mãos com álcool em gel ou lavá-las com água e sabão, porém, existem as dúvidas se essas precauções estejam sendo levadas a efeito por toda a população.

Enfim, a pandemia se tornou um dos acontecimentos mais desoladores em que a história não deixará de registrar em suas páginas, onde milhões de pessoas deixaram de respirar este ar que todos nós respiramos.

Alessio Canonice, Ibirá

Hipocrisia

Espelho, espelho meu, existe um país mais hipócrita que o meu? Realmente o Brasil é o país da hipocrisia, porque a prefeitura do Rio de Janeiro já cancelou o carnaval de rua, onde os mais humildes se divertem nos blocos carnavalescos. Porém, ao que tudo indica, o carnaval na Marquês da Sapucaí, aquele que é transmitido por uma grande rede de TV e que é frequentado pela elite, será realizado normalmente, conforme informou o governador do RJ, com o argumento que o carnaval no sambódromo dá para ter um maior controle, permitindo a entrada somente de pessoas vacinas, ou seja, que tenham o famoso passaporte sanitário.

Porém, como é do conhecimento de todos, o fato de ter o passaporte sanitário não impede a pessoa de estar contaminada e de transmitir o vírus da Covid-19.

Enfim, espero que essa decisão seja revista, caso contrário ficará muito explicito os interesses comerciais por trás dessa decisão.

Miguel Freddi, Rio Preto

Eventos

Sobre a informação de que nova onda de casos de Covid levou a cancelamentos de eventos em Rio Preto e região, estou vendo um monte de gente sem máscaras. Pelo jeito ainda tem gente que não entendeu.

Angela Cristina – via Facebook

Hospital

Os casos de Covid em alta e o hospital da zona Norte está aguardando as eleições para ser Inaugurado. E os vereadores não veem isso!

Luana Roberson Pandarco – via Facebook

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por