SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | QUARTA-FEIRA, 18 DE MAIO DE 2022
CARTAS DO LEITOR

Expectativa

Publicado em 05/01/2022 às 21:39Atualizado em 05/01/2022 às 22:47

Sempre quando se inicia um novo ano há uma nova esperança de dias melhores, principalmente durante o transcorrer de 2022 com eleições, Copa do Mundo, além do que há muitas questões a serem respondidas, entre elas, é evidente, quem será o presidente eleito?

Tudo indica que o Congresso Nacional deverá ter novos representantes, já que nem todos os deputados deverão se reeleger. E no que tange às eleições nacionais, entende-se que as opiniões se dividem por parte daqueles que preferem a reeleição do atual presidente da República e de uma parte que acredita na vitória absoluta e incontestável do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Outro ponto fundamental e que não pode deixar de ser enfatizado é como irá se comportar a economia, estando neste contexto a agricultura, que é um dos sustentáculos para o ano em curso e que deverá enfrentar alguns desafios. A expectativa é que a economia deslanche, o que depende de apoio financeiro do governo, com os custeios e investimentos, tornando-se forte e compatível com outras no mundo inteiro.

Há de se ressaltar que a previsão de crescimento do PIB (Produto Interno Bruto), de acordo com especialistas, será de apenas 2%, menos da metade na comparação com o exercício de 2.021.

O setor agropecuário deverá enfrentar alguns desafios durante 2022 em decorrência das condições climáticas, mas não podemos perder a esperança de que surpresas podem surgir, dando melhor alento ao rebanho bovino para o abastecimento de carne em todo o Brasil.

Enfim, há de se esperar um governo voltado às aspirações populares e que dê condições de uma sobrevivência mais digna aos que estão na rua da amargura.

Alessio Canonice, Ibirá

Demagogia

Luiz Inácio Lula da Silva escreve na Folha de São Paulo (4/1/2022) "Educação e ciência para reconstruir o Brasil". A pergunta é: quem destruiu nosso País, antes de Bolsonaro assumir a Presidência, não foram os governos petistas dele e da sua sucessora Dilma?

Nada acontece por acaso e de repente! Responsáveis pela falta de política pública, que deveria promover, junto com educação e ciência, também a filosofia, que nos estimula a raciocinar, em lugar de acreditar piamente em ideologias cívicas ou religiosas, são todos os políticos preocupados mais em interesses particulares do que no bem da coletividade.

O progresso civilizacional da China deveria nos servir como exemplo. Como acreditar em Lula, se já esteve no poder e deixou a desejar? Pura demagogia para ser reeleito. Tenho esperança de que estadistas, gente honesta e competente, se disponham a ocupar cargos públicos!

Salvatore D' Onofrio, Rio Preto

Atendimento

Sobre esses telefones para atendimento remoto que a Secretaria de Saúde de Rio Preto colocou para atender pacientes que estão com sintomas gripais, liguei e imaginei que seria atendida por um médico. Porém, o atendente pega os dados e remarca uma consulta (no meu caso para amanhã, às 17h30). Isso, ao meu ver, não adianta nada, vou ter que acabar enfrentando as filas nas Upas (Unidades de Pronto Atendimento).

Joelma Gomes – via Facebook

Atendimento-2

Falta hospital para Rio Preto. Cidade despreparada para atender os pacientes.

Apenas uma unidade UPA para a zona norte, que tem 190 mil moradores. Absurdo.

Julio Coronel – via Facebook

Espírito renovado

O corpo físico pode até ser fragilizado, principalmente pela idade ou por alguma enfermidade, mas o espírito, a vida interior, devem ser sempre renovados e dar verdadeiro sentido para o viver. Ainda em clima de Natal e Ano Novo, as motivações de renovação são muito positivas, dentro de uma realidade de esperança em dias melhores. As fragilidades não podem obscurecer essa esperança.

Muitos dos sintomas de incapacidade do espírito humano e a perda do sentido de vida renovada são provocados pela falta de paz e pela violência, que causam medo e vazio interior. Existe a motivação da paz trazida por Jesus Cristo em sua prática de vida e assumida pelos cristãos como compromisso de seu batismo. Jesus resgata a dignidade das pessoas e renova sua vida física e espiritual.

A paz interior é como uma luz que brilha com intensidade. O Papa Francisco, na Mensagem proferida para o Dia Mundial da Paz, 01/01/2022, ponderou que a paz verdadeira e duradoura, com espírito renovado, só acontece quando forem colocados em prática, o diálogo, a educação e o trabalho. Essas condições são fundamentais para a criação de um pacto social e renovador do espírito humano.

A pandemia do coronavírus até poderia renovar o espírito da humanidade, não só criando medo da contaminação, mas provocando compromissos mais responsáveis em relação para com a natureza e maior fraternidade universal e pessoal. Papa Francisco fala da cultura do cuidar, da gentileza e da ternura para com o outro, práticas que conseguem neutralizar a cultura do individualismo e do fechamento.

Um espírito renovado ajuda na restauração da justiça e a realizar o projeto de Deus na história. Isto não acontece sem a prática concreta da justiça social. Se o Papa fala de educação, fala de abrir os olhos aos cegos, libertar os cativos e os que habitam nas trevas. Construir uma nova ordem social para superar as trevas, o sofrimento e a desesperança que dificultam a renovação de espírito.

Estamos em novos tempos, quando aparecem “os sinais dos tempos”, que precisam ser interpretados de forma positiva e real. A pandemia é um desses sinais, e deveria inaugurar uma nova história para a humanidade e que regenerasse a imagem e semelhança do Criador. Nesta perspectiva, todas as pessoas têm uma missão muito importante no mundo, que não pode ser transferida para outro.

Dom Paulo Mendes Peixoto – arcebispo de Uberaba-MG e ex-bispo de Rio Preto

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por