SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | DOMINGO, 14 DE AGOSTO DE 2022
LIBERTADORES

Timão apela à fé em 'decisão'

Após empatar sem gols em casa, Corinthians busca vitória contra o Boca, em La Bombonera; em caso de novo empate, decisão será nos pênaltis

Agência Estado
Publicado em 04/07/2022 às 23:45Atualizado em 05/07/2022 às 10:11
Zagueiro Raul Gustavo durante treinamento corintiano para a partida desta terça-feira, contra argentinos (Divulgação/SC Corinthians)

Zagueiro Raul Gustavo durante treinamento corintiano para a partida desta terça-feira, contra argentinos (Divulgação/SC Corinthians)

Com muitas dúvidas na escalação, o Corinthians faz um dos jogos mais importantes do ano nesta terça-feira, 5, diante do Boca Juniors, em La Bombonera, pela partida de volta das oitavas de final da Libertadores. O primeiro duelo, realizado na Neo Química Arena, terminou empatado em 0 a 0. O confronto decide quem avança às quartas de final e pode ser decisivo para a temporada do time alvinegro.

A lista de desfalques do Corinthians era grande para a partida do último sábado, na goleada sofrida para o Fluminense por 4 a 0, pelo Brasileirão. O técnico Vítor Pereira espera contar com alguns dos nomes que estavam no departamento médico.

O volante Du Queiroz está recuperado de contusão e fica à disposição de Vítor Pereira. O zagueiro João Victor, com dores no tornozelo, já está negociado com o Benfica, mas deve fazer sua última partida com a camisa do Corinthians nesta terça. Já o atacante Willian, que sofre com muitas dores no ombro e viajará com a delegação, só entrará em campo no sacrifício.

É muito provável que Fagner e Renato Augusto, dois dos principais atletas do elenco, não joguem. O lateral trata uma lesão muscular na coxa e o meia sofre com dores na panturrilha. Adson, com Covid-19, também é baixa, bem como Gustavo Mosquito, com tendinite. A quinta ausência é Maycon, ainda em recuperação de uma contusão muscular na coxa direita.

As ausências por lesão têm atrapalhado a montagem do time titular em meio à disputa de três competições em um calendário apertado. Do outro lado do confronto, o Boca Juniors vive situação inversa e irá a campo sem qualquer desfalque por lesão ou suspensão.

Conquista de 2012

Nesta segunda-feira, 4, o Corinthians comemorou os dez anos da conquista do título da Copa Libertadores, diante do próprio Boca Juniors. O goleiro Cássio, o lateral-esquerdo Fabio Santos e o volante Paulinho foram campeões em 2012 e são os únicos representantes no atual elenco.

O atual Corinthians terá que emular o Corinthians de uma década para conseguir a classificação na Argentina. Embora não seja o temido Boca Juniors de alguns anos atrás, o time argentino sempre é forte jogando em sua casa, a lendária Bombonera. Lá, o time paulista não ganha há 61 anos. A última e única vitória ocorreu em 1961.

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por