SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | SEXTA-FEIRA, 19 DE AGOSTO DE 2022
POR VAGA

Santos aposta em time 'cascudo' em partida contra o Deportivo Táchira, da Venezuela

Peixe quer acabar com jejum de seis jogos sem vencer na Vila Belmiro

Agência Estado
Publicado em 06/07/2022 às 01:08Atualizado em 06/07/2022 às 09:06
Sanchez durante treinamento santista; meta diante dos venezuelanos é forçar os erros do adversário desde o início para aproveitar o fator torcida (Divulgação/Ivan Storti/Santos FC)

Sanchez durante treinamento santista; meta diante dos venezuelanos é forçar os erros do adversário desde o início para aproveitar o fator torcida (Divulgação/Ivan Storti/Santos FC)

Um time experiente, com tranquilidade para não cair na catimba do adversário e também com foco para decidir a classificação em casa. É com essa mentalidade que o Santos do técnico Fabián Bustos recebe o Deportivo Táchira, da Venezuela, nesta quarta-feira, às 21h30, na Vila Belmiro, disposto a garantir a classificação às quartas de final da Copa Sul-Americana.

Como no jogo de ida a equipe santista empatou em 1 a 1, uma vitória por qualquer placar diante de sua torcida assegura a permanência no torneio continental. Disposto a não correr riscos, o treinador argentino vai lançar mão dos atletas experientes para conseguir o seu objetivo.

Essa decisão tem uma relação direta com o desempenho ruim que o time vem amargando nos últimos jogos. Na Copa do Brasil, por exemplo, o Santos precisa reverter uma desvantagem de quatro gols (foi goleado pelo Corinthians por 4 a 0) para levar decisão da partida de volta para os pênaltis.

No Brasileirão, a oscilação também é uma das principais marcas da equipe que vem de derrota para o Flamengo em casa e ocupa o décimo lugar no torneio. Nos últimos 12 duelos, o Santos venceu apenas um confronto - vitória de 2 a 1 sobre o Juventude em Caxias do Sul, no dia 14 de junho.

O jogo diante dos venezuelanos dá ao Santos a chance de acabar com outro incômodo jejum: já são seis partidas sem saber o que é vitória atuando no estádio da Vila Belmiro.

Assim, a classificação na Sul-Americana acaba sendo uma oportunidade de amenizar a ácida relação da equipe com a torcida e também a chance de acalmar o tenso ambiente no departamento de futebol do clube. O momento ruim acabou tirando o espaço de jovens valores como o zagueiro Kaiky e o volante Sandry, por exemplo.

Em meio ao momento conturbado do futebol, Bustos ganhou ainda problemas de última hora, como o pedido de rescisão de contrato do zagueiro uruguaio Velázquez. Além disso, mais dois desfalques complicaram a sua missão de montar a equipe. Os laterais Auro e Felipe Jonatan testaram positivo para a Covid-19 e estão fora. Madson, que ainda cumpre a fase de transição física, não está liberado.

Ciente da responsabilidade que tem na partida desta quarta, a missão de garantir os três pontos fica a cargo dos mais experientes. Um dos atletas com mais rodagem no elenco, o zagueiro Maicon está recuperado de lesão na coxa e deve reaparecer na defesa. Camacho é outro que pode virar titular. O goleiro John e o meia Lucas Barbosa voltam de suspensão e ficam à disposição do treinador para a partida.

A ideia do treinador é forçar os erros do adversário desde o início para aproveitar o fator torcida. Ele trabalhou jogadas de velocidade e cruzamentos para a área para o aproveitamento dos atacantes.

FICHA TÉCNICA

SANTOS

João Paulo; Lucas Braga, Maicon, Eduardo Bauermann e Lucas Pires; Rodrigo Fernández (Camacho), Vinícius Zanocelo e Bruno Oliveira; Ângelo, Jhojan Julio e Marcos Leonardo. Técnico: Fabián Bustos.

DEPORTIVO TÁCHIRA

Varela; Pablo Camacho, Restrepo, Ariano e Marrufo; Francisco Flores, Robert Garcez, Chacán, Maurice Cova e Hernández; Uribe. Técnico: Alex Pallarés.

Árbitro: Kevin Ortega (Peru).

Local: Vila Belmiro, em Santos, às 21h30 desta quarta-feira, 6, com transmissão ao vivo pela Conmebol TV.

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por