SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | QUARTA-FEIRA, 06 DE JULHO DE 2022
LUTO

Morre, aos 82 anos, o ex-nadador rio-pretense Onésimo Polizio Bueno

Conhecido como Lobão, ele foi campeão brasileiro e sul-americano de natação na década de 1960

Núcleo Digital
Publicado em 22/06/2022 às 16:58Atualizado em 22/06/2022 às 17:20
Onésimo Polizio Bueno morreu aos 82 anos (Arquivo pessoal)

Onésimo Polizio Bueno morreu aos 82 anos (Arquivo pessoal)

Morreu nesta quarta-feira, 22, aos 82 anos, o ex-nadador rio-pretense Onésimo Polizio Bueno, vítima de insuficiência respiratória. Debilitado e com sequelas de um acidente vascular cerebral (AVC) sofrido em 2019, ele estava hospitalizado desde a semana passada.

Conhecido como Lobão, Onésimo nasceu em 31 de dezembro de 1939 e, ao longo de sua trajetória no esporte, conquistou 358 medalhas e 60 troféus, levando o nome de Rio Preto por todo o Brasil e até fora do País.

A natação entrou em sua vida por incentivo do pai Oscar Salgado Bueno, aos 12 anos de idade. Começou treinando com Chico D’água, depois com o técnico Fernando Correa e, na sequência, com o professor Décio Lang.

Integrou a equipe do Palestra Esporte Clube e conquistou uma série de títulosm, como campeão do Interior de 1952 a 1956, nos 50m e nos 100m no nado borboleta; campeão infanto-juvenil brasileiro em 1955, nos 100m no nado borboleta e campeão paulista infanto-juvenil, de 1952 a 1955, na mesma modalidade.

Também conquistou os Jogos Abertos do Interior de 1953 a 1960, quando foi campeão nos 200m nado clássico e recordista. De 1956 a 1960, foi campeão brasileiro nos 100m e nos 200m nado clássico.

Integrou ainda a Seleção Brasileira de Natação e tornou-se o primeiro nadador rio-pretense campeão individual Sul-Americano, em Cali, na Colômbia, na prova dos 100m nado clássico.

Também na competição sul-americana, conquistou o segundo lugar no revezamento 4x100 quatro estilos e o terceiro lugar nos 200m nado clássico. Foi ainda campeão do Troféu Bandeirantes, com a equipe de polo aquático do Palestra, em 1960.

Aposentado como corretor de imóveis, Onésimo foi casado com Rosa Maria José Bueno, já falecida, e depois com Aurélia Bueno. Além da atual mulher, ele deixa os filhos Sérgio Luiz José Bueno, Rita de Cássia José Bueno Gonçalves, Ronaldo Bueno, seis netos e cinco bisnetos.

O sepultamento de Onésimo aconteceu nesta quarta, às 16h, no Cemitério da Ressurreição, na Vila Ercília, em Rio Preto.

In Memoriam

  • Onésimo Polizio Bueno
  • 82 anos
  • Nascimento: 31/12/1939
  • Falecimento: 22/6/2022
  • Casado com: Aurélia Bueno
  • Pai de: Sérgio Luiz José Bueno, Rita de Cássia José Bueno Gonçalves e Ronaldo Bueno
  • Sepultamento: 22/6/2022, no Cemitério da Ressurreição

Equipe de polo aquático. Na foto, Jayme Signorini, Willian Cafagni e Onésimo Bueno (Arquivo pessoal)

Onésimo em disputa no campeonato do Interior de 1954, em Santos (Arquivo pessoal)

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por