SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | TERÇA-FEIRA, 26 DE OUTUBRO DE 2021
DERROTA AMARGA

Com intervenções do VAR, Santos leva virada em Minas e perde por 3 a 1

Com o resultado, o Atlético-MG alcançou os 56 pontos e manteve 11 à frente do Flamengo. Já o time da Vila Belmiro continua com apenas 28.

Da Redação
Publicado em 14/10/2021 às 00:49Atualizado em 14/10/2021 às 08:42
Santos e Galo fizeram partida disputada no Mineirão (Ivan Storti/ Santos FC)

Santos e Galo fizeram partida disputada no Mineirão (Ivan Storti/ Santos FC)

O Atlético-MG deu mais um passo rumo ao título do Campeonato Brasileiro, ao derrotar o Santos, nesta quarta-feira, 13, no Mineirão, por 3 a 1, de virada, em duelo válido pela 26ª rodada. Com o resultado, o time mineiro alcançou os 56 pontos e manteve 11 à frente do Flamengo. Já o time da Vila Belmiro continua com apenas 28.

O começo da partida mostrou um Santos ofensivo, como se estivesse atuando na Vila Belmiro, contrariando as características táticas do técnico Fabio Carille. Já Cuca, pelo lado do Atlético, reclamou da dupla de seus volantes, Allan e Jair, pelo espaço proporcionado para a armação das jogadas do adversário.

Sem gols na primeira etapa, o Atlético voltou do intervalo com Nacho, Sasha e buscou a pressão, mas logo aos três minutos Raniel recebeu na entrada da área e virou bonito para abrir o placar para o Santos. A jogada teve início em um chute infantil de Nathan para a lateral.

Com o gol santista, a partida ficou com o panorama que se esperava desde o início, com o Atlético tendo a iniciativa e o Santos nos contra-ataques. Sem conseguir furar o bloqueio da zaga santista, o time mineiro passou a bisar das bolas alçadas na área.

De tanto tentar, o empate veio em um pênalti cometido por Lucas Braga em cima de Calebe, verificado pelo VAR. O Nacho bateu com categoria, aos 24 minutos. Na saída de bola, Vinícius Zanocelo acertou o travessão de Everson em bela cabeçada.

Mas a pressão atleticana aumentou e a virada veio em nova bola alçada na área. Nathan Silva subiu muito para cabecear, aos 29 minutos. Aos 35, novo pênalti para o Atlético, com análise do VAR. Velázquez em Calebe: Nacho bate, João Paulo defende parcialmente, e o meia completa de cabeça para o gol: 3 a 1.

Daí em diante, o Mineirão ficou em festa, com os quase 17 mil torcedores festejando muito mais um triunfo do Atlético, que se aproxima de derrubar o jejum de 50 anos sem o título brasileiro.

Ficha técnica

ATLÉTICO-MG - 3

Everson; Mariano (Calebe), Nathan Silva, Rever e Dodô; Allan, Jair (Tchê Tchê) e Zaracho; Dylan Borrero (Nacho), Keno (Igor Rabello) e Diego Costa (Sasha). Técnico: Cuca.

 SANTOS - 1

João Paulo; Vinícius Balieiro (Diego Tardelli), Velázquez e Wagner Leonardo; Marcos Guilherme (Madson), Camacho, Vinícius Zanocelo, Jean Mota (Gabriel Pirani) e Lucas Braga; Marinho e Léo Baptistão (Raniel). Técnico: Fabio Carille.

Gols: Raniel aos três, Nacho aos 24, Nathan Silva aos 29, Nacho aos 35 minutos do segundo tempo.

Árbitro: Paulo Roberto Alves (PR).

Local: estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, nesta quarta-feira, 13, com público de 16.514 espectadores para uma renda de R$ 495.619,00.

 
Copyright © - 2021 - Grupo Diário da Região.É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuido por