SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | SEXTA-FEIRA, 22 DE OUTUBRO DE 2021
NOVIDADE TECNOLÓGICA

'Impedimento automático' pode estrear na Copa de 2022

De acordo com Arsène Wenger, ex-técnico e atualmente chefe global de Desenvolvimento de Futebol da Fifa, o impedimento poderá ser marcado de forma "automática" durante uma partida a partir do próximo ano

Agência Estado
Publicado em 13/10/2021 às 23:32Atualizado em 14/10/2021 às 09:14
Arséne Wenger diz que tecnologia pode ser utilizada já no Mundial do Catar (Divulgação/ Fifa)

Arséne Wenger diz que tecnologia pode ser utilizada já no Mundial do Catar (Divulgação/ Fifa)

Se a Copa do Mundo da Rússia, em 2018, marcou uma nova era no futebol com o árbitro assistente de vídeo (VAR, sigla em inglês), o Mundial do Catar poderá trazer mais uma novidade tecnológica para o mundo da bola. De acordo com Arsène Wenger, ex-técnico e atualmente chefe global de Desenvolvimento de Futebol da Fifa, o impedimento poderá ser marcado de forma "automática" durante uma partida a partir do próximo ano.

"Há muitas chances da marcação do impedimento ser automática em 2022", disse o ex-técnico do Arsenal. "Sou obrigado a manter segredo, mas este será o próximo grande passo em matéria de arbitragem", explicou o francês.

Atualmente, as decisões sobre a marcação ou não de impedimento são feitas com a ajuda do VAR. Os árbitros analisam o lance por meio de imagens de vídeo, através da paralaxe, que é o deslocamento de um objeto em diferente ponto de observação. Wenger sugere que o futebol pode utilizar a tecnologia para resolver situações controversas.

Essa mudança já estava inclusa na agenda da Fifa, que anunciou em junho de 2020 que pretendia "desenvolver uma tecnologia semiautomática para sinalizar impedimentos, para dar ao VAR mais informações que irão simplificar a tomada de decisão do árbitro e otimizar a análise das imagens". Mesmo após a implementação do VAR, lances de impedimento seguem causando dor de cabeça pela demora nas análises dos lances, esfriando a partida.

Recentemente, Wenger deu início a outro assunto sobre mudanças no futebol. Trata-se do mais controverso de todos. Em setembro, o dirigente revelou que a Fifa deseja realizar a Copa do Mundo a cada dois anos a partir de 2028. As competições continentais aconteceriam com a mesma periodicidade, alternando com a principal competição de seleções.

 
Copyright © - 2021 - Grupo Diário da Região.É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuido por