SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | QUARTA-FEIRA, 06 DE JULHO DE 2022
CONVOCAÇÃO

Fifa autoriza seleções com até 26 atletas para a Copa do Mundo do Catar

Ampliação é pedido dos técnicos e objetivo é amenizar eventuais desfalques

Agência Estado
Publicado em 24/06/2022 às 00:33Atualizado em 24/06/2022 às 09:42
Estádio Al Janoub, antigamente conhecido como Al Wakrah, situado em Al-Wakrah, será um dos palcos dos jogos da Copa do Mundo do Catar (Reprodução/Facebook)

Estádio Al Janoub, antigamente conhecido como Al Wakrah, situado em Al-Wakrah, será um dos palcos dos jogos da Copa do Mundo do Catar (Reprodução/Facebook)

A Fifa anunciou nesta quinta-feira, 23, que as seleções participantes da Copa do Mundo do Catar estão liberadas para convocar até 26 jogadores. Tradicionalmente, os países levam 23 nomes para a disputa do torneio. A lista final das equipes deverá ser entregue até o dia 13 de novembro.

A ampliação de 23 para 26 atletas era um desejo de Tite e de outros treinadores. Antes do sorteio que definiu os oito grupos para o Mundial, técnicos das seleções já classificadas se reuniram para deliberar sobre o tema e aprovaram a medida. Um dos argumentos é minimizar possíveis impactos de desfalques por causa da Covid-19.

O outro é que a Copa do Mundo no fim do ano terá apenas uma semana de preparação, o que poderá resultar em déficit na preparação física de atletas. Até 26 profissionais (até 15 suplentes e 11 oficiais de equipe – um desses oficiais deve ser o médico) poderão se sentar no banco de reservas de cada equipe. Também será possível realizar cinco substituições nos jogos desde que em até três intervalos de tempo.

A comissão técnica da seleção brasileira conta com esse aumento também como forma de aumentar as possibilidades táticas da equipe. Com três jogadores a mais, Tite poderá levar jogadores de ataque com características diferentes, e terá mais liberdade para definir a lista de armadores da seleção. A disputa pelas vagas ficará ainda mais acirrada.

A seleção brasileira está no Grupo G e enfrentará Sérvia, Suíça e Camarões. Sérvios e suíços também foram adversários do Brasil no Mundial, de 2018, na Rússia, quando o time de Tite foi eliminado diante da Bélgica, derrota por 2 a 1. No atual ciclo para a Copa do Catar, a seleção fez 48 jogos, com 35 vitórias, 10 empates e apenas três derrotas, com 103 gols marcados e apenas 18 sofridos.

O Brasil segue líder do ranking da Fifa, atualizado nesta quinta-feira, 23 (leia mais ao lado). A Seleção Brasileira é perseguida de perto pela Bélgica, segunda colocada. Um pouco mais abaixo, na terceira colocação, está a Argentina, que ultrapassou a atual campeã mundial França.

Brasil lidera ranking

Seleção Brasileira manteve posição assumida em março

A Fifa divulgou nesta quinta-feira, 23, a nova atualização de seu ranking de seleções, e o Brasil continua em primeiro lugar, posição assumida em março após cinco anos longe do topo. Com 1837.56 pontos somados dentro do critério de avaliação da entidade, a seleção brasileira é perseguida de perto pela Bélgica, segunda colocada, com 1821.92 pontos.

Um pouco mais abaixo, na terceira colocação, está a Argentina, que tem 1770.65 pontos e ultrapassou atual campeã mundial França, dona de 1.764 pontos e agora quarta colocada. Invictos há 33 jogos, os argentinos vivem uma excelente fase sob o comando do treinador Lionel Scaloni e estão com altas expectativas para a Copa do Catar.

Atrás da França, estão Inglaterra, em quinto lugar, como na edição anterior, e Espanha, que subiu para o sexto lugar. Com isso, a sétima posição, antes em mãos espanholas, ficou com a Itália, em queda no ranking depois de não ter se classificado para o mundial deste ano. Já Portugal caiu para nono, enquanto a Holanda ganhou duas posições e subiu para oitavo.

O México, até então integrante do Top 10 elaborado pela Fifa, em nono lugar, caiu para a 12ª posição dentro do ranking. Agora, quem completa a lista de dez seleções mais bem ranqueadas é a Dinamarca, primeira equipe europeia a se classificar para a Copa do Mundo do Catar. Além disso, os dinamarqueses foram semifinalistas da Eurocopa no ano passado e lideram o Grupo 1 da Liga das Nações da Uefa, no qual a França é a quarta colocada. (AE)

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por