SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | DOMINGO, 03 DE JULHO DE 2022
DIGNO DE SONHO

Em ano brilhante, rio-pretense Carol Gattaz fica no Top 5 de melhores jogadoras de vôlei do mundo

Divulgação da lista das melhores do mundo foi feita pela FIVB

Da Redação
Publicado em 14/01/2022 às 00:46Atualizado em 14/01/2022 às 11:05
Ano de Carol Gattaz recebe a cereja no bolo (Gaspar Nóbrega/COB)

Ano de Carol Gattaz recebe a cereja no bolo (Gaspar Nóbrega/COB)

A central rio-pretense Carol Gattaz foi anunciada, nesta quinta-feira, 13, pela Federação Internacional de Vôlei como a quinta melhor jogadora do mundo em 2021. A jogadora do Minas e da Seleção Brasileira teve um ano memorável em 2021 ao conquistar sua primeira medalha olímpica aos 40 anos e ainda foi a única brasileira eleita para a seleção do torneio. Ela também foi eleita para a seleção da Liga das Nações de 2021 e conquistou o título da Superliga pelo Minas Tênis Clube, equipe que ainda defende.

Carol fez sua estreia olímpica nos Jogos de Tóquio, aos 40 anos, depois de ficar de fora por duas vezes das convocações finais para as Olimpíadas de Atenas-2004 e Pequim-2008. No retorno à Seleção Brasileira após oito anos, a rio-pretense ficou com a medalha de prata nas duas competições, perdendo para os Estados Unidos. Ela é a primeira mulher nascida em Rio Preto a conquistar uma medalha olímpica.

No ranking da FIVB, divulgado pela Volleyball World, Gattaz ficou à frente de outros grandes nomes do vôlei mundial: a americana Jordan Larson, eleita melhor jogadora dos Jogos Olímpicos em Tóquio - terminou em sexto lugar - a companheira de Seleção Brasileira, Gabi, em sétimo, e de Arina Fedorovtseva, russa, na oitava posição.

No início da semana, a levantadora americana Poulter (nono), a levantadora brasileira Macris (décimo), a meio de rede turca Eda Erdem (11º) e a oposto sueca Isabelle Haak (12º) já haviam sido anunciadas.

Faltam as quatro primeiras colocadas no ranking. Elas serão anunciadas até o fim da semana. A italiana Paola Egonu e a sérvia Tijana Boskovic são nomes certos. A sul-coreana Kim Yeon-Koung, a brasileira Fernanda Garay são os nomes restantes mais prováveis na lista da FIVB.

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por