SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | QUARTA-FEIRA, 18 DE MAIO DE 2022
COMPETIÇÕES NACIONAIS

CBF exige que atletas estejam vacinados contra Covid

Mesmo assim, testes antes das partidas continuarão a ser realizados

Agência Estado
Publicado em 22/01/2022 às 00:58Atualizado em 22/01/2022 às 01:00
Matheus Cunha recebe dose da vacina contra Covid antes da Olimpíada (Lucas Figueiredo/CBF)

Matheus Cunha recebe dose da vacina contra Covid antes da Olimpíada (Lucas Figueiredo/CBF)

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) atualizou seu Guia Médico nesta sexta-feira e informou que, a partir de agora, vai exigir o comprovante de vacinação contra a Covid-19 de todos os jogadores nos torneios que organiza, casos do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil, por exemplo.

"É OBRIGATÓRIO ao indivíduo a apresentação do comprovante de vacinação plena para a Comissão Médica Especial da CBF", diz um dos trechos, incluindo as letras maiúsculas, do documento "Guia médico de sugestões protetivas para o retorno às atividades do futebol brasileiro".

Em outro trecho, a CBF reitera que jogadores e membros da comissão técnica dos times precisarão apresentar o comprovante de vacinação para terem seus nomes inscritos nas súmulas das partidas. "O Certificado de Vacinação PLENA para a COVID-19 é obrigatório para todos os atletas e membros da comissão técnica, sem o qual não haverá a elegibilidade para a inscrição em súmula nas partidas da Temporada 2022."

Para a CBF, configura vacinação "plena" as duas doses do imunizante ou a dose única, no caso do fabricante deste tipo de vacina. "A vacinação será considerada plena a partir da aplicação das doses recomendadas em bula por cada laboratório fabricante da vacina devidamente autorizada pelas agências regulatórias."

"Entende-se como vacinação plena o período de 14 dias após a aplicação da segunda dose se utilizada as vacinas de duas doses ou a aplicação da vacina de dose única. A aplicação de doses adicionais de vacina (doses de reforço ou booster), seguirão o disposto nas regulamentações das autoridades sanitárias e de acordo com as regras do Programa Nacional de Imunizações (PNI), quanto à periodicidade, às populações-alvo e as faixas etárias."

Além da vacinação, a CBF seguirá realizando testes rotineiros antes dos jogos. E o resultado negativo dos exames também será cobrado dos atletas para a inscrição na súmula. "O clube mandante deverá realizar a testagem no dia anterior à partida. O clube visitante deverá realizar a testagem preferencialmente 2 (dois) dias antes da data da partida."

O padrão destes testes será o de antígeno, cujo resultado sai mais rápido. Mas o PCR também poderá ser exigido. "A realização do teste RT-PCR será feita a critério da Comissão Médica Especial da CBF." A entidade mantém as recomendações de uso de máscara, distanciamento social e higienização das mãos.

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por