SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | TERÇA-FEIRA, 21 DE SETEMBRO DE 2021
LEVANTAMENTO DE PESO

CAS libera brasileira para competir nos Jogos

Da RedaçãoPublicado em 23/07/2021 às 01:16Atualizado há 23/07/2021 às 01:19
Natasha testou para positivos para diuréticos proibidos, mas amostras estavam contaminadas (Divulgação/ Jogos Panamericanos de Lima – 2019)

Natasha testou para positivos para diuréticos proibidos, mas amostras estavam contaminadas (Divulgação/ Jogos Panamericanos de Lima – 2019)

A Confederação Brasileira de Levantamento de Pesos (CBLP) informou nesta quinta-feira (22) que a Corte Arbitral do Esporte (CAS, sigla em inglês) liberou Natasha Rosa para disputar a Olimpíada de Tóquio (Japão). A pesista da categoria até 49 quilos será a primeira brasileira a competir na modalidade. A estreia será nesta sexta-feira (23), a partir das 21h50 (horário de Brasília), no Fórum Internacional da capital japonesa.

Em maio, Natasha testou positivo para hidroclorotiazida e cloraminofenamida, diuréticos proibidos pela Agência Mundial Antidoping (Wada, sigla em inglês). Foram dois resultados adversos - um colhido fora do período de competições e outro no Pan-Americano de Levantamento de Pesos, em Santo Domingo (República Dominicana). Suspensa preventivamente pela Federação Internacional de Levantamento de Peso (IWF, sigla em inglês), ela foi considerada elegível pela Agência Mundial de Testagem (ITA, sigla em inglês) no mês seguinte.

Por conta do posicionamento no ranking olímpico, a brasileira foi inscrita nos Jogos, mas a participação dependeria de análise da Divisão Antidopagem do CAS. Segundo nota da CBLP, o julgamento ocorreu esta semana. Os árbitros avaliaram que as substâncias encontradas no suplemento que Natasha consumia ocorreram por "provável contaminação", o que resultou na punição de um mês - já cumprida - por não ter preenchido o documento com a listagem de suplementos que utilizava na época.

"Ela está bem, está muito melhor do que a gente pensava nos treinos que fizemos juntos antes de ela viajar. Tudo o que aconteceu abalou muito ela. [Disputar uma Olimpíada] É o sonho de qualquer atleta. É bastante nova, primeira participação, um começo de caminho. O objetivo é fazer uma boa competição, pegar segurança, pegar experiência", projetou o técnico de Natasha, Dragos Stanica, no comunicado da CBLP.

(com Agência Brasil)

 
Copyright © - 2021 - Grupo Diário da Região.É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuido por