SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | DOMINGO, 22 DE MAIO DE 2022
INOVAÇÃO NA SAÚDE

Programa de aceleração de startups abre inscrições em Rio Preto

Health Me Up, programa de aceleração de startups da área da saúde, está com inscrições abertas para o segundo ciclo; objetivo é buscar soluções, por meio de negócios, para problemas comuns à saúde

Felipe Nunes
Publicado em 14/05/2022 às 02:32Atualizado em 14/05/2022 às 09:35
Primeiro ciclo teve 135 startups inscritas e sete selecionadas (Divulgação/Health me Up)

Primeiro ciclo teve 135 startups inscritas e sete selecionadas (Divulgação/Health me Up)

Programa de aceleração de startups da área da saúde, o Health Me Up está com o período de inscrições abertas para o segundo ciclo. A iniciativa, realizada por cinco empresas da área de saúde de Rio Preto, tem o objetivo de incentivar ideias inovadoras e criar um ambiente favorável para que empreendedores talentosos encontrem recursos necessários para desenvolver seus negócios. O programa também busca lidar com problemas comuns enfrentados na área de saúde e que tenham impacto na saúde regional.

O primeiro ciclo, realizado no ano passado, contou com 135 startups inscritas de diferentes partes do País. Dos 30 entrevistados, sete foram selecionados para o programa de aceleração com duração de quatro meses e que contou com capacitações e mentorias.

Durante esse processo, os empreendedores tiveram acesso a ferramentas para aprimorar seus modelos de negócios, melhorar as estratégias para aquisição de novos clientes e estruturar processos de venda e crescimento, entre outros, com o objetivo de facilitar o acesso dos produtos ao mercado da saúde.

“São todas startups que já vinham com um bom direcionamento, mas elas amadureceram bastante os seus produtos e algumas delas já começaram inclusive a faturar com alguns clientes ou estão com produtos em testes”, afirmou Kelvin Kaiser, diretor do Grupo Cene. “Classificamos esse primeiro ciclo como um sucesso e já imaginamos o segundo ciclo com um leque de empresas ainda maior”.

O primeiro ciclo contou com startups de estados como Pernambuco, Paraná, Santa Catarina, Minas Gerais e São Paulo – sendo uma de Rio Preto – em diferentes estágios de maturidade, mas que apresentaram que apresentaram ideias inovadoras e de qualidade, afirmou Marcelo Lorencin, CEO e Fundador da Shift. “Ficamos impressionados com a qualidade das startups e dos empreendedores selecionados. Eles estão endereçando problemas relevantes da saúde, com soluções elegantes, algumas delas com perfil bastante técnico, científico”.

Fernando Paiva, diretor-executivo do Ultra-X destacou que um dos principais objetivos do Health me Up é trazer tecnologia e inovação para Rio Preto. “Tivemos startups com excelentes ideias e percebemos que a aceleração auxilia para que cheguem ao mercado melhor estruturadas e prontas a responder às expectativas de crescimento dos investidores”.

Vinicius Ladeia Semenzim, coordenador de desenvolvimento da Braile Biomédica, avalia o primeiro ciclo como positivo e que o programa auxiliará a colocar Rio Preto como um centro referência em saúde. “De uma forma geral, acreditamos que para um primeiro ciclo, o resultado geral é satisfatório”.

“Esperamos que o programa nos ajude a encontrar soluções para os nossos desafios neste ecossistema e melhorar ainda mais os nossos serviços para os clientes, cooperados, colaboradores e prestadores de serviços”, destacou Sergio Maciel, diretor geral da Unimed Rio Preto.

Além das realizadoras Braile Biomédica, Grupo Cene, Shift, Unimed Rio Preto e Ultra-X Medicina Diagnóstica, o programa conta com o apoio do Parque Tecnológico, da Prefeitura de Rio Preto e da Associação dos Profissionais e Empresas de Tecnologia da Informação (Apeti) de Rio Preto.

Inscrições

Para participar do programa, os empreendedores precisam estar desenvolvendo uma solução na área da saúde, possuir disponibilidade e tempo para se dedicar ao negócio, além de competências necessárias para o desenvolvimento do projeto.

As inscrições para o 2º ciclo encerram no dia 22 de maio.

Para se inscrever é necessário acessar o site www.healthmeup.com.br

Empresas já negociam

Durante o programa de aceleramento, as startups apresentam os seus projetos para uma banca de investidores, que avaliaram o potencial de cada solução. O objetivo era de fazer a proposta evoluir para uma negociação. Segundo as empresas realizadoras do programa, alguns acordo já estão em andamento.

“Encontramos algumas sinergias com as soluções apresentadas e estamos fazendo reuniões com as startups para alinhar as expectativas e o desenvolvimento dos projetos, mas sem investimento direto no momento”, avaliou Sergio Maciel, diretor geral da Unimed Rio Preto.

Coordenador de desenvolvimento da Braile Biomédica, Vinicius Ladeia Semenzim diz que a empresa identificou possibilidades de negócios e parcerias com pelo menos três empreendedores. “Neste momento, estamos elaborando os modelos de colaboração, parceria ou investimento com as Startups”.

O Grupo Cene já fechou acordo com a Salvus, startup de Recife especializada em softwares, aplicativo, sistema, dispositivos e equipamentos médicos para gestão do homecare, hospital e operadora. Diretor do Grupo Cene, Kelvin Kaiser disse que a aproximação foi realizada durante o programa de aceleração. “Identificamos uma sinergia muito grande, tanto que ela acabou entrando dentro do nosso portfólio de produtos”.

“Estamos em conversas avançadas com três empresas aceleradas e discutindo possíveis investimentos não apenas financeiro, mas compartilhando nossa visão de mercado e de gestão”, avaliou Fernando Paiva, diretor-executivo do Ultra-X. (FN)

Para participar, empreendedores precisam estar desenvolvendo uma solução na área da saúde (Divulgação/Health me Up)

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por