SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | SÁBADO, 22 DE JANEIRO DE 2022
NEGÓCIOS EM PAUTA

Patrocínios a times de futebol da região de Rio Preto chegam a R$ 1 milhão

Empresários da região e de outros locais apostam em parcerias e investem em patrocínio de times de futebol do interior que integram a elite estadual do esporte

Arthur Pazin
Publicado em 15/01/2022 às 03:52Atualizado em 15/01/2022 às 07:25
Estádio Jorge Ismael de Biasi, o Jorjão (Ozair Júnior/Divulgação)

Estádio Jorge Ismael de Biasi, o Jorjão (Ozair Júnior/Divulgação)

Um ‘gol’ para os negócios 1

Os empresários seguem apostando nos patrocínios em times de futebol como um objetivo para “fazer um gol” e evidenciar suas marcas. Na região, empresas locais e também de outros lugares têm renovado os contratos e também procurado times de futebol para fazer parcerias que vão desde oferecimento de produtos e serviços, a famosa “permuta”, a cotas de patrocínio que variam entre R$ 6 mil e até mais de R$ 1 milhão para aparecer junto a equipes que têm se destacado na elite estadual do futebol. A Ecori Energia Solar, de Rio Preto, renovou o patrocínio com o Mirassol F.C. em dezembro. A empresa, que começou a patrocinar o clube em fevereiro do ano passado, foi responsável por instalar painéis de captação de energia solar fotovoltaica no Centro de Treinamento dos jogadores.​​​​​ Além dela, outras 11 empresas patrocinam a equipe, que está na série C do Brasileirão.

 Um ‘gol’ para os negócios 2

Estádio Jorge Ismael de Biasi, o Jorjão (Ozair Júnior/Divulgação)

Junto a Ecori no MIrassol estão a Bebidas Poty, Kodilar Alimentos, Constru-Sol Materiais para Construções, Rede Sol Supermercados, Cozimax Móveis, MTech, empresa de engenharia que fornece estruturas de concreto pré-fabricado, Lumavi Luminárias, Santa Maria, empresa de produtos de limpeza, Sugoi Construtora, Ruiz Café e o site de apostas esportivas Betgol. Entre elas, a Poty é quem está há mais tempo com o clube. A empresa, que é patrocinadora da chamada “cota Master” contou à Coluna que esporte está em seu DNA, tanto é que atualmente patrocina 12 times de futebol em todo o Estado, como o Corinthians e o Palmeiras. A marca também está presente no basquete e outros esportes, como o GP da Fórmula 1.

 Um ‘gol’ para os negócios 3

A Poty também marca presença na camiseta do Grêmio Novorizontino, time de Novo Horizonte que integra a série B do Brasileirão. Além de anúncios em outdoors e outras mídias, a equipe tem ainda outras 11 marcas estampadas em seu uniforme. São elas: a HTM Aparelhos Fisioterapêuticos, de Amparo (SP), Kodilar Alimentos, Cenemed, GDA Pneus, de Catanduva, Synthe Size Suplementos Alimentares e Brasilux Tintas, de Matão (SP), Physicus, empresa de aparelhos de academia e confecção de uniformes, como o do time, Oquei Internet, de José Bonifácio e a Usina Santa Isabel, de Novo Horizonte, empresa que possui cota master. Recentemente, também chegaram ao clube a Sanches Rodos, de Urupês, e a Bestfast.io, site de apostas esportivas.

 Negócio orgânico

Bioconverter™ disponibiliza máquinas que transformam os restos de alimentos orgânicos em um líquido rico em nutrientes e que pode ser destinado ao sistema de esgotamento sanitário de forma segura (Divulgação)

Pensando em aprimorar o processo de gestão de resíduos em suas unidades, o Grupo BIG firmou parceria com a empresa de tecnologia Bioconverter para a instalação de máquinas que transformam os restos de alimentos orgânicos em um líquido que pode ser destinado ao sistema de esgotamento sanitário de forma segura. O projeto-piloto foi iniciado em agosto do ano passado no Hipermercado BIG de Osasco, que até então deixou de enviar 56 mil litros de resíduos orgânicos, em média, para o aterro sanitário. Agora, o projeto chega ao Sam’s Club de Rio Preto. O equipamento tem capacidade para realizar a biodigestão de até uma tonelada de resíduos orgânicos por dia e contribui também para reduzir em cerca de 50 toneladas a emissão de gás carbônico na atmosfera, o que equivale ao plantio de mais de 830 árvores.

 Lady Driver

Conforme revelado pela Coluna em outubro, o aplicativo para transporte exclusivo de mulheres, crianças a partir de 8 anos e idosos (sempre com a presença de uma mulher), o Lady Driver está chegando a Rio Preto. Ele passa a operar a partir do dia 18 de janeiro, após um evento de lançamento no Dodge American Bar, na avenida Alberto Andaló. Em Rio Preto, o app já foi baixado quase 3 mil vezes e 180 motoristas já estão cadastradas para atender as demandas. A marca, que já possui, no País, mais de 70 mil motoristas mulheres e 1,5 milhão de passageiras, vem trazida pela empresária de Catanduva Daniele Stecca Marconi.

 Nova fase

O Raízes Impperial, do Grupo Impper, chega a sua terceira e última fase de vendas oferecendo 112 casas térreas independentes. Com mais de 20 itens de lazer e conveniência, o condomínio localizado na entrada de Bady Bassitt, conta com áreas verdes e espaço de 47 mil m² de mata preservada, O Valor Geral de Vendas (VGV) é de R$ 47 milhões nesta etapa.O empreendimento terá parques aquáticos, quadras para diferentes modalidades esportivas, academias climatizadas, pistas de caminhada, espaços para festa completos e diversificados, espaço gourmet, espaço grill, áreas verdes com praças e bosques, jardim sensorial com pomar, hortas comunitárias, espaços pet e kids, além de bikes compartilhadas e ferramentaria. Com obras aceleradas, 100% da infraestrutura já está concluída, 75% do trabalho de alvenaria realizado e mais de 35% das casas da primeira etapa na fase de revestimentos.

 Tendência

Espaço Nerath (Divulgação)

Depois do Secret Garden, bar balada itinerante que ficou algumas semanas no espaço onde funcionava o Buffet Manoel Carlos, Rio Preto ganha amanhã o Zouk, balada itinerante que funcionará até o final do mês no Espaço Nerath, buffet localizado no Centro Empresarial Coplan, ao final da avenida Potirendaba. Os empresários autores do projeto, Fábio Arruda e Kelvin Dionízio, contaram à Coluna que a proposta é atrair públicos de classe A e B pensando na “carência de eventos” voltados a esse grupo. O espaço terá convites limitados para até 250 pessoas, com drinks e bebidas. Para o negócio, a dupla precisou investir R$ 75 mil. Eles adiantaram que ao longo do ano o projeto poderá voltar com outras novidades.

 Novo capítulo

E a novela sobre a busca de Julio Iglesias por um paraíso em Rio Preto ganha mais um capítulo. Nesta semana, o jornalista Amaury Júnior, amigo de Julio Iglesias e do empresário Manoel Poladian, responsável pela busca de uma fazenda para o cantor em Rio Preto, contou à Coluna que indicou o empresário de Rio Preto Max Romano Calil para negociar a propriedade, o que tem sido almejado por vários corretores de todo o País. Amaury contou, inclusive, que recebeu ligações até do Rio Grande do Sul oferecendo terras ao astro, que faz questão de um lugar a 15 minutos do aeroporto de Rio Preto. Procurado, Calil contou que já tem em vista uma oferta, mas ainda não pode comentar sobre.

 
Copyright © - 2021 - Grupo Diário da Região.É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuido por