SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | SEGUNDA-FEIRA, 16 DE MAIO DE 2022
CONVIVÊNCIA

Empresas da região de Rio Preto apostam na diversidade para criar ambiente de trabalho mais saudável

Empresas que investem em diversidade são mais engajadas, ganham em produtividade e tem maiores chances de obter lucros, afirma especialista; governo do Estado certifica empresas que adotam políticas de inclusão

Felipe Nunes
Publicado em 13/05/2022 às 00:56Atualizado em 13/05/2022 às 09:00
Analista de DHO Alan Souza (em pé) e parte da equipe da Cobmax Escale: empresa já tem política focada em diversidade e inclusão (Johnny Torres 11/5/2022)

Analista de DHO Alan Souza (em pé) e parte da equipe da Cobmax Escale: empresa já tem política focada em diversidade e inclusão (Johnny Torres 11/5/2022)

Empresas que apostam na diversidade na hora de contratar um funcionário criam um ambiente de trabalho mais saudável, que valoriza a convivência e que proporciona sentimentos de segurança e pertencimento. Engajamento que reflete em ganho de produtividade e na obtenção de melhores resultados, apontam especialistas.

Uma empresa que promove a diversidade atende a vários Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) da ONU, afirma Celina Maria da Trindade, gestora de pessoas e consultora em responsabilidade. Ela explica que entre os objetivos da ONU estão a promoção da igualdade de gênero no ambiente de trabalho e da importância em contratar mulheres, o que contribui para a erradicação da pobreza. “Uma mulher no mercado de trabalho não perpetua a pobreza na geração dos seus filhos”, explica.

A especialista diz que uma equipe mais diversa atrai mais talentos e diminui a evasão de funcionários. Além disso, uma equipe composta por profissionais de diferentes perfis, vivências e experiências tende a ser mais criativa, o que influencia no aumento da produtividade e na qualidade de resultados.

“Quando a alta gestão da empresa assume o compromisso explícito com a diversidade e a garantia da equidade de gênero, a imagem corporativa se torna atraente aos talentos diversos, melhora as taxas de recrutamento, de contratação, de retenção e promoção interna. Se comprometer com a diversidade é, antes de tudo, pensar nas pessoas e suas habilidades”, destaca.

A diversidade dentro das empresas é essencial para promover uma sociedade mais justa e igualitária, afirma Marina Bragante, secretária-executiva, respondendo pelo expediente da Secretaria de Desenvolvimento Econômico. “Empresas que apostam na diversidade para formar suas equipes demonstram não só profundo respeito ético às minorias, mas também se posicionam como organizações referência e disputadas por profissionais qualificados, formando equipes mais comprometidas e inovadoras. Esse diferencial é decisivo para conquistar novos mercados e fortalecer a empresa”.

Selo

Desde 2007, o governo do estado de São Paulo mantém um programa de certificação de empresas que adotam políticas internas de inclusão. O Selo Paulista da Diversidade é uma iniciativa que reconhece organizações públicas, privadas e da sociedade civil que desenvolvem ou se compromete a desenvolver boas práticas de promoção e valorização da diversidade.

Na primeira edição de 2022, o selo foi concedido a 51 organizações por boas práticas em gestão de pessoas. Desse total, sete organizações contam com filial em Rio Preto. O programa está com inscrições abertas para nova edição. Os interessados podem se inscrever até o dia 20 de maio pelo e-mail sediversidade@sde.sp.gov.br.

De maneira geral as empresas brasileiras estão percebendo a importância da equidade de gênero e da diversidade, para estar em sintonia com as exigências das gerações que consomem baseadas em sustentabilidade. “Várias empresas no país já receberam prêmios da ONU, nacional, estadual e regional de ações afirmativas de equidade de gênero e diversidade”, destaca Celina.

Política já instituída

A Cobmax Escale, empresa do setor de vendas e de aquisição digital de clientes de Rio Preto, tem instituída uma política de diversidade e inclusão e pensa em buscar o selo do governo. A empresa até já realizou um censo com a equipe relacionado à diversidade. “A questão do equidade é equilibrada, com predominância feminina na liderança”, afirma Alan Souza, analista de Desenvolvimento Humano e Organizacional (DHO). A empresa é formada por 64% de mulheres e 58% da liderança é feminina.

Segundo Souza, o objetivo agora é trabalhar mais fortemente o oferecimento de vagas para trabalhadores pardos e pretos, para equilibrar as questões relativas a raça e etnia. Hoje, a empresa já tem um banco de talentos que recebe currículos de interessados em alguma dessas vagas afirmativas: mulheres, pretos/pardos, público LGBTQIA+. “Quando houver vagas, terão prioridade.”

A empresa também mantém em atividade quatro comitês para discussões de ações voltadas aos grupos sub-representados, com foco – além dos públicos já citados – no tema do machismo estrutural e da masculinidade. “Já trabalhávamos essas bandeiras de forma orgânica e com a fusão com a Escale o trabalho ficou formalizado. Somos uma empresa que prega o respeito, abertos a todos e qualquer tipo de público”. (colaborou Liza Mirella)

Critérios

Públicos/temáticas

  • Egressos ou em regime do sistema carcerário
  • Equidade de gênero
  • Equidade de raça
  • Infância e Adolescência
  • Juventude
  • LGBTQIA+
  • Pessoa com deficiência
  • Pessoa idosa
  • Pessoa imigrante ou em situação de refúgio
  • Pessoa em situação de rua
  • Pessoa que vivem com HIV/Aids
  • Programas transversais que contemplem mais de um grupo

Ações que serão analisadas

Gestão estratégica da diversidade: quais ações são executadas para o público minoritário, se são mensurados indicadores, se as políticas de diversidade e inclusão são comunicadas pela organização aos seus colaboradores e como isso é feito

Gestão de pessoas: se a organização pretende promover ações de diversidade em seu recrutamento ou seleção, treinamento e capacitação, acompanhamento de carreiras, gestão de benefícios ou até mesmo desligamentos

Gestão de negócios e inovação: são analisadas formas de atendimento ao público e acompanhamento de sua cadeia de valor, se a diversidade e inclusão se estendem a seus fornecedores e colaboradores terceirizados, se a organização apoia ações externas e organizações sociais, como
isso é feito, entre outras

Serviço

Organizações que queiram receber a certificação poderão manifestar interesse pelo e-mail sediversidade@sde.sp.gov.br ou pelo telefone (11) 3718-6539

Podem também acessar o link com o regulamento e a ficha de inscrição https://url.gratis/ruHS9L?source=qr

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por