SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | SÁBADO, 04 DE DEZEMBRO DE 2021
PRA ANIMAR O COMÉRCIO

Comércio prevê aumento de 5% nas vendas do Dia das Crianças

Representantes do setor e lojistas esperam alta nas vendas entre 3% e 10% no Dia das Crianças

Felipe Nunes
Publicado em 01/10/2021 às 23:00Atualizado em 01/10/2021 às 23:36
Vendedora Ranieli Nunes Nosso, da loja Balão Mágico, mostra novidades em brinquedos (Johnny Torres 1/10/2021)

Vendedora Ranieli Nunes Nosso, da loja Balão Mágico, mostra novidades em brinquedos (Johnny Torres 1/10/2021)

A chegada do Dia das Crianças promete movimentar diversas lojas do comércio de Rio Preto, já que a data é uma das primeiras a serem comemoradas pelo comércio após o fim das restrições de horário impostas pela pandemia. No ano passado, mesmo com a pandemia, as vendas na data apresentaram um aumento significativo em relação ao ano de 2019.

O Sindicato do Comércio Varejista (Sincomércio) de Rio Preto espera um aumento de 5% no volume de vendas em comparação com o ano passado. A data movimenta, principalmente, lojas dos segmentos de brinquedos e de calçados e confecções infantis. Segundo o presidente da entidade, Ricardo Arroyo, apesar de considerar a expectativa como sendo positiva, ela está abaixo do esperado. “Pelo fato de ainda estarmos em uma pandemia é um dado significativo. Mas não é o crescimento que a gente gostaria, se pensar no tanto que as lojas perderam”, diz.

Diretor de comércio da Acirp, Walter Carrazone diz que a expectativa para o data não poderia ser melhor. “Os comerciantes estão otimistas, com produtos para todos os bolsos e gostos, com variedade e estoque. Nossa entidade estima um aumento de 6% no volume de vendas em comparação com 2019 e o tíquete médio em torno de R$ 70”.

Na Lógica Brinquedos Educativos, a expectativa também é de alta nas vendas. Segundo a gerente Romeire Rodrigues da Silva, o movimento neste ano deve ser 10% maior do que o registrado no mesmo período do ano passado. Para ela, o Dia das Crianças é a segunda melhor data do ano, atrás apenas do Natal. “Trabalhamos com brinquedos educacionais, que ajudam no desenvolvimento das crianças. E a procura por esses jogos e brinquedos lúdicos aumentou bastante durante a pandemia, por isso estamos confiantes que o movimento será bom”.

Entre os produtos mais procurados estão a montanha-russa (a partir de R$ 79,90), quebra-cabeça (R$ 24,90) e carrinho de sorvete de madeira (R$ 139,90). Compras a partir de R$ 200 podem ser parceladas em até três vezes.

No Balão Mágico, a expectativa é de que as vendas tenham um aumento de 3% em relação ao mesmo período do ano passado, afirma a gerente Fernanda Oliveira. Apesar de esperar um aumento nas vendas, o tíquete médio deve cair. “Os gastos eram em torno de R$ 190, esse valor agora deve cair e ficar entre R$ 90 e R$ 100. As pessoas compravam presentes para sobrinhos e afilhados também, agora os presentes devem se concentrar apenas nos filhos”.

Apesar do atendimento presencial liberado, a loja conta com estratégias para atender aqueles clientes que ainda não estão confiantes em sair de casa. Entre elas está o serviço de sacola – em que os produtos são levados até a casa do cliente. E as opções atendem todos os bolsos, já que a loja tem opções de brinquedos a partir de R$ 5. “Percebemos que o perfil do consumidor mudou. Hoje, o brinquedo faz parte do entretenimento da família e acaba integrando pais e filhos”.

Sincomércio faz ação

Para tentar reforçar as vendas das lojas do comércio na região central da cidade, o Sindicato do Comércio Varejista (Sincomercio) de Rio Preto montou uma comissão formada por integrantes da entidade e cerca de 50 lojistas que, juntos, planejaram ações em alusão ao Dia das Crianças.

Uma delas será realizada no próximo sábado, 9, nas ruas do Calçadão. “Organizamos uma festividade que contará com diversas brincadeiras. Vamos trazer personagens fantasiados que irão passear na área central e entreter as crianças e as famílias”, afirmou o presidente da entidade, Ricardo Arroyo.

Segundo Arroyo, essas intervenções na região central são uma estratégia para tentar atrair consumidores de cidades vizinhas. (FN)

Luana, Mariah e Romeire, da Lógica: aumento de 10% nas vendas (Divulgação)
 
Copyright © - 2021 - Grupo Diário da Região.É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuido por