SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | QUINTA-FEIRA, 27 DE JANEIRO DE 2022
ENERGIA

BNDES lança fundo de aval para projetos de eficiência

A criação do FGEnergia foi anunciada num rápido evento paralelo à 26ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática (COP-26), que ocorre desde a semana passada, em Glasgow (Escócia).

Agência Estado
Publicado em 09/11/2021 às 22:17Atualizado em 10/11/2021 às 09:07
Torres de distribuição de energia elétrica (Johnny Torres 7/2/2019)

Torres de distribuição de energia elétrica (Johnny Torres 7/2/2019)

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) usará R$ 40 milhões do Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel), executado pela Eletrobras, para criar o Programa de Garantias a Crédito para Eficiência Energética (FGEnergia), um fundo garantidor para empréstimos voltados para projetos de eficiência energética, anunciou nesta terça-feira, 9, o presidente da instituição de fomento, Gustavo Montezano.

O executivo anunciou a criação do FGEnergia num rápido evento paralelo à 26ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática (COP-26), que ocorre desde a semana passada, em Glasgow (Escócia). Ao apresentar a iniciativa, Montezano ressaltou a importância de manter parcerias com foco no desenvolvimento sustentável e chamou a atenção para a importância dos investimentos em eficiência energética, dando como exemplo o fato de a matriz energética usada nos Estados da Amazônia não ser renovável.

"Temos o maior ativo ambiental do mundo, a Amazônia, mas a energia de lá é baseada em óleo", afirmou Montezano.

O FGEnergia funcionará nos moldes do Programa Emergencial de Acesso ao Crédito (Peac). Criado como medida para mitigar a crise causada pela Covid-19, o Peac usou R$ 20 bilhões do Tesouro Nacional para turbinar o Fundo Garantidor de Investimentos (FGI), com condições especiais para oferecer fianças para empresas de menor porte. A falta de avais e garantias sempre foi um gargalo para as empresas pequenas tomarem crédito nos bancos.

 
Copyright © - 2021 - Grupo Diário da Região.É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuido por