SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | DOMINGO, 16 DE JANEIRO DE 2022
Dose de Esperança

Funfarme é exemplo na atuação contra a pandemia do coronavírus

Complexo ainda mantém alto nível de excelência em atendimentos de casos clínicos em geral mesmo durante o cenário atual

Conteúdo Patrocinado por Funfarme
Publicado em 30/12/2021 às 12:53Atualizado em 30/12/2021 às 17:54
Complexo se reestruturou completamente para atender as diversas demandas médicas durante a pandemia (Divulgação)

Complexo se reestruturou completamente para atender as diversas demandas médicas durante a pandemia (Divulgação)

A pandemia do coronavírus impôs inúmeras dificuldades e mudanças nas vidas das pessoas. O alto número de casos e mortes decorrentes da doença abalou o mundo e o colocou em alerta. Diversas instituições e empresas sentiram o impacto na economia e a sociedade também sofreu com o mesmo problema, restando à ciência e aos sistemas de saúde a busca pelo controle deste cenário.

Desde a confirmação do primeiro caso da doença no Brasil, em 25 de fevereiro de 2020, a Funfarme (Fundação Faculdade Regional de Medicina), grupo que administra o Hospital de Base (HB), Hospital da Criança e Maternidade (HCM), Instituto de Reabilitação Lucy Montoro, Hemocentro, Instituto do Câncer (ICA) e a Faculdade de Medicina de Rio Preto (Famerp), vem destacando-se na atuação de combate a pandemia investindo em melhorias na infraestrutura, contratações de profissionais altamente capacitados, além de estar ativa com a participação de seus profissionais em diversos estudos nacionais e internacionais no desenvolvimento de vacinas e medicamentos contra a Covid.

“Nós nos preparamos conforme ele (coronavírus) foi chegando nas grandes cidades do país. Adequamos as enfermarias do hospital para receber os pacientes em áreas que estavam em construção e foram finalizadas, mas que seriam destinadas a outros tipos de atendimento, além das unidades respiratórias, que foram expandidas para outros setores isolados a fim de atender os pacientes da melhor maneira e a mais rápida possível.” Conta o Dr. Jorge Fares, Diretor Executivo da Funfarme.

A preparação citada pelo Diretor passou por estágios inimagináveis dentro da instituição, principalmente no aumento da estrutura de equipamentos, setores e funcionários das unidades a fim de conseguir atender as demandas emergenciais e não-emergenciais relacionadas e não-relacionadas ao Covid. Diversas contratações foram efetuadas, com 657 profissionais juntando-se ao complexo em 2020 e 250 em 2021, registrando um aumento de 907 funcionários no painel, que hoje conta com 7.484 pessoas. Elas atenderam mais de 50.000 casos, das mais de 102 cidades que abrangem a cobertura do complexo, nestes últimos dois anos. 

A Funfarme teve um aumento de 907 funcionários em sua grade afim de continuar com os atendimentos clínicos gerais (Divulgação)

O significativo número só foi alcançado graças as expansões e melhorias realizadas na infraestrutura do complexo. Novos leitos, tanto de enfermaria, quanto de UTIs e Unidades Respiratórias foram adquiridos. Ao todo, foram 280 leitos de enfermaria e 183 de UTI, somando 463 novos leitos para que todos os casos fossem acompanhados de perto e da melhor forma existente. A Diretora Administrativa do Hospital de Base, Dra. Amália Tiepo, explica como ocorreu todo o processo de expansão e qual foi o segredo para que o centro médico conseguisse atender todos os casos hospitalares em geral.

“Tivemos a oportunidade de se reinventar com a pandemia. Uma doença nova e que não sabíamos como era, mas que víamos como agia, nos fez construir o segundo maior leito de covid no país e contratar profissionais qualificados. Posso dizer que saímos muito mais fortalecidos disso tudo do que entramos. Diferentemente de outros países, não paramos com atendimentos urgentes e oncológicos. Não termos parado foi uma grande vitória e, com certeza, nosso segredo foi a união entre o complexo e a comunidade. Se não tivéssemos essa vontade de querer vencer o covid juntos, não conseguiríamos realizar todas as mudanças possíveis para enfrentarmos esse cenário.”

Tal união é um dos motivos que fez com que a instituição ultrapassasse a marca de 5 mil altas de pacientes de Covid-19. Além disso, a gestão do complexo garantiu, durante toda a pandemia, o abastecimento geral de medicamentos e oxigênio, demonstrando uma situação contrária ao que aconteceu em alguns estados do Brasil.

Hospital da Criança e Maternidade (HCM)

O HCM foi considerado o maior polo de satendimento a casos de covid para gestantes e puérperas (grupos de risco) do noroeste paulista. Atualmente possui 30 leitos de enfermaria e 10 leitos de UTI. O HCM também não parou com suas atividades emergenciais e casos clínicos mais graves durante esse período, sendo referência em gestação de alto risco, parto prematuro, oncologia, cirurgia cardíaca pediátrica e neurocirurgia pediátrica, além de contar com uma das mais bem estruturadas UTIs Neonatais do Brasil. O hospital realiza cerca de 47 mil atendimentos por ano, 57 mil atendimentos de emergência e 6 mil cirurgias pediátricas.

A Vice-Diretora Administrativa do HCM, Dra. Maria Lúcia Veloso, afirma que a preparação do hospital para a recepção das pessoas do grupo de risco e divisão na concentração dos dois tipos de atendimento foram planejadas juntamente com o complexo.

“Nós começamos redefinindo o fluxo de entrada de emergência e de internação no hospital. Da mesma forma que foi feito lá no HB, também foi montado uma emergência respiratória. Foi montado uma triagem na recepção e tanto gestantes, quanto crianças com quadros respiratórios iam para essa emergência. Conseguimos separar bem os dois atendimentos. Os casos mais graves de internação de gestantes e puérperas eram transferidos para o HB. As cirurgias mais complexas continuaram a ser realizadas normalmente, com todo o cuidado e suporte necessário.”

O HCM se adaptou juntamente ao Hospital de Base para receber as pessoas do grupo de risco (Divulgação)

Serviço

Funfarme (Fundação Faculdade Regional de Medicina)

Hospital de Base - (17) 3201-5000

Endereço: Av. Brigadeiro Faria Lima, 5544, Vila São José - São José do Rio Preto - SP 

Hospital da Criança e Maternidade - (17) 3201-5000

Endereço: Av. Jamil Feres Kfouri, 60, Jd. Panorama - São José do Rio Preto - SP

 
Copyright © - 2021 - Grupo Diário da Região.É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuido por