SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | DOMINGO, 05 DE DEZEMBRO DE 2021
ECORI - ENERGIA SOLAR

É possível reduzir os custos de energia nas empresas

Não é apenas uma questão de consciência ambiental, há redução clara na conta de energia comum

Conteúdo patrocinado por Ecori Energia Solar
Publicado em 28/10/2021 às 10:06Atualizado em 03/11/2021 às 09:32
Não é apenas uma questão de consciência ambiental, há redução clara na conta de energia comum (Divulgação)

Não é apenas uma questão de consciência ambiental, há redução clara na conta de energia comum (Divulgação)

"Precisamos assumir algumas responsabilidades". É assim que começa o depoimento do empresário do ramo aviário na região de São José do Rio Preto, Paulo Roberto Vicente. Ele, proprietário de dois núcleos aviários, já começou o negócio, há seis anos, com a captação de energia solar. De acordo com Piu, como é mais popularmente conhecido, o principal custo no caso dele é com a energia e, poder contar com o benefício de morar em um país como o Brasil, ensolarado por natureza, é um privilégio. "Precisamos aproveitar as riquezas naturais que temos. Temos sol praticamente o ano todo e poder gerar a minha própria energia, não apenas para me trazer retornos financeiros, mas também para ajudar o planeta, faz todo sentido para mim". 

E não são apenas esses benefícios que giram em torno da instalação de placas de energia solar fotovoltaica. Para Arthur Santini, diretor da Ecori Energia Solar, "ser dono" da própria geração de energia traz segurança. "Quando uma empresa investe em energia solar, ela controla a previsibilidade de custo. Além disso, sofre menos com os impactos gerados pelas distribuidoras de energia elétrica, por exemplo, que tem aumento de preço, a empresa fica imune".

Na Ecori o cliente encontra soluções completas que atendem o mercado residencial, comercial, rural e industrial (Divulgação)

Outro detalhe que passa despercebido quando a fonte de energia na empresa é apenas a elétrica, é a falta de poder na negociação de valores. Normalmente, as empresas têm os fornecedores e conseguem negociar o custo dos produtos ou serviços. Com a geradora de energia não. É imposta, sem poder de barganha. Santini diz que a empresa que lança mão de ter energia solar fotovoltaica como geradora tem duas cartas na manga. 

"Quando há aumento de energia, e ela é significativa para os negócios, o repasse deste valor, muitas vezes, vai para o consumidor. Ou seja, a empresa precisa aumentar o preço do seu produto ou serviço (ele fica mais caro!) para não ter perdas financeiras. Ou, resolve não ajustar os valores e acaba tendo que diminuir a margem, ou até amargar um prejuízo. Quem é dono da própria energia não sofre com este problema e, ainda, tem uma grande vantagem: ou mantém o valor do seu produto e acaba sendo mais competitivo do que o concorrente, ou à medida que os concorrentes precisam ajustar os valores para não ter prejuízo, ele também aumenta, e acaba tendo mais lucro. Fica a dica!", brinca o diretor.

Um dos senões quando se pensa em instalar painéis solares na empresa é em relação ao investimento empregado e o tempo de retorno dele. Santini explica que, o valor do investimento depende do tamanho, claro, mas que para as empresas, em que o custo de energia é muito significativo, em mais ou menos três a seis anos conta fecha. "O sistema de energia solar fotovoltaica pode ser mais barato do que se imagina. O objetivo da Ecori é levar a energia solar ao alcance de todos. Alguns financiamentos são bastante vantajosos e entre a conta de luz e a parcela financiada você ainda pode gastar menos do que sua conta de luz atual. Ao longo do tempo, conforme você quitar o financiamento, vai ficar apenas com uma conta de luz de baixo valor e aproveitar a longa durabilidade do sistema, que tem garantia de até 25 anos", explica.

O objetivo da Ecori é levar a energia solar ao alcance de todos (Divulgação)

E as vantagens não acabam. No marketing, há um ponto muito importante para as empresas: a imagem. E, de acordo com Santini, esta é uma estratégia que não deve ficar de fora. "Dizer que sua empresa é ambientalmente responsável, gera e usa energia limpa, é uma estratégia bem interessante. Muita gente já escolhe as marcas que vão usar por sua responsabilidade social, com o meio ambiente, com a comunidade. Acredito que, daqui a alguns anos, adotar este tipo de conduta não será mais uma escolha e aproveitar este ‘marketing limpo’ para a imagem da empresa faz muito sentido". 

Para quem já se convenceu, não é tão complicado quanto parece e, diferente do que muita gente acha, não é só no telhado que se instalam placas solares. Também dá para instalar no solo e em grandes áreas de estacionamento, os chamados carports. "Aproveitar o telhado de um grande galpão é sempre uma excelente alternativa, mas se a empresa não dispõe deste espaço, há possibilidades no solo e também nas áreas de estacionamento. Temos um case muito interessante em Brasília (DF), onde um hospital está usando a área do estacionamento para instalar placas solares. A geração de energia vinda do sol chega a abastecer 40% da sua necessidade". 

Outro detalhe importante é que os equipamentos de energia solar não são todos iguais. Existe um específico para atender cada necessidade. Por isso, é importante contratar uma empresa especializada, que entenda do negócio, para fazer um projeto personalizado. Só assim será possível aproveitar os benefícios em sua totalidade. 

A Ecori é pioneira em soluções com MLPE no Brasil e líder desse mercado (Divulgação)

O executivo da Ecori diz que há projetos em que os equipamentos para captação de energia solar nem estão na empresa. São instalados em outro local e a empresa tem o aproveitamento de créditos. "Algumas empresas não têm um espaço para instalação das placas. Por isso, elas são instaladas em outros locais e aproveitam os créditos. Há também ‘usinas remotas’, que são sistemas instalados em uma área, com várias empresas e pessoas se beneficiando da energia gerada por meio de créditos. Cada uma usa o crédito que lhe é cabido. Ou seja, solução não falta para reduzir os custos com a energia e ser responsável com o planeta", finaliza o executivo. 

Atualmente, a tecnologia mais avançada para os sistemas de energia solar fotovoltaica é a MLPE. Na prática, a sigla em inglês significa eletrônica de potência em nível de módulo – ou seja, cada painel pode ser controlado individualmente. A Ecori Energia Solar é pioneira em soluções com MLPE no Brasil e líder desse mercado. No sistema MLPE, a produção de energia é maior quando comparada a sistemas tradicionais. O kit como um todo proporciona maior segurança elétrica nas instalações, maior garantia dos equipamentos, melhor desempenho em condições climáticas adversas, menor queda na produção de energia pelo processo de degradação natural dos painéis, maior flexibilidade e uma capacidade de expansão simplificada do sistema, caso seja necessário.

Os equipamentos de energia solar não são todos iguais, eles são feitos para atender cada necessidade (Divulgação)

A Ecori trabalha diretamente com a importação e distribuição de equipamentos para o mercado de energia solar e se destaca também por ter soluções completas que atendem tanto o mercado residencial quanto comercial, rural e industrial. A Ecori distribui exclusivamente através de revendas parceiras e não atende diretamente consumidores finais. 

Para saber mais sobre energia solar fotovoltaica, entre em contato com a Ecori Energia Solar pelo WhatsApp: (17) 99207-0590.

 
Copyright © - 2021 - Grupo Diário da Região.É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuido por