SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | SEGUNDA-FEIRA, 16 DE MAIO DE 2022
TEATRO PAULO MOURA

Humorista Marco Luque volta a Rio Preto com 'Dilatados'

Os poucos ingressos disponíveis podem ser comprados no www.ingressodigital.com. A classificação indicativa é de 14 anos

Francine Moreno
Publicado em 12/05/2022 às 22:21Atualizado em 13/05/2022 às 09:18
Humorista faz piada com os personagens Mustafary e Jackson Faive (Divulgação)

Humorista faz piada com os personagens Mustafary e Jackson Faive (Divulgação)

Depois de apresentar o stand up comedy “Tamo Junto!” em Rio Preto, o ator e humorista Marco Luque volta à cidade para encenar o show “Dilatados” nesta sexta-feira, 13, às 21h, no Teatro Paulo Moura. Os poucos ingressos disponíveis podem ser comprados no www.ingressodigital.com. A classificação indicativa é de 14 anos.

Sozinho em cena, o comediante leva ao palco, de forma bem humorada, histórias pessoais e reflexões sobre assuntos do cotidiano por meio de dois personagens: Jackson Faive e Mustafary.

Em “Dilatados”, Marco Luque conta as façanhas de Jackson Faive, o motoboy paulistano mais famoso do Brasil, e Mustafary, um vegetariano irônico e controverso que prega a sustentabilidade do Planeta, diz amar a natureza e os animais, especialmente o Serumaninho, cachorro que encontrou na praia.

“Dilatados” tem 70 minutos de duração. A produção é assinada pela Macatranja Produções com criação e direção de Luque e Guilherme Rocha. Segundo a sinopse, “Marco Luque traz Mustafary e Jackson Faive para trocar aquela ideia sobre tudo de mais dilatado que vem ocorrendo em nossa biosfera terrestre.”

Natural do bairro Ipiranga, em São Paulo, Luque tem 48 anos e já se dedicou ao universo do futebol antes de se entregar ao humor. O artista ganhou fama nacional quando começou a trabalhar no programa CQC (TV Band), em 2007, ao lado de nomes como Danilo Gentili, Marcelo Tas, Rafael Cortez e Rafinha Bastos.

Na TV, ele acumula trabalhos no Altas Horas e na Nova Escolinha do Professor Raimundo. Já no cinema, ele fez sua estreia em “Bellini e o Demônio”, de Marcelo Galvão. O artista também trabalhou no premiado drama “Colegas” e na comédia romântica “Talvez Uma História de Amor”. O artista é formado em Artes Plásticas pela Fundação Armando Alvares Penteado (Faap).

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por