SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | DOMINGO, 07 DE AGOSTO DE 2022
MAIS INCLUSIVO

Prêmio da Música Brasileira volta em 2023

Uma das mais tradicionais premiações da música nacional passará, quando completa 30 edições, por mudanças para se adaptar a tempos mais inclusivos e abertos à diversidade

Agência Estado
Publicado em 29/06/2022 às 20:25Atualizado em 30/06/2022 às 09:20

Após uma pausa forçada em tempos de pandemia - embora a produção musical tenha sido intensa no período - o Prêmio da Música Brasileira (PMB), anuncia sua próxima edição para abril de 2023. Uma das mais tradicionais premiações da música nacional passará, quando completa 30 edições, por mudanças para se adaptar a tempos mais inclusivos e abertos à diversidade. Uma delas é a categoria "melhor intérprete" que substituirá as antigas "cantor" e "cantora".

Outra categoria que passou por revisão é que premiava os projetos "Pop/Rock/Reggae/Hip Hop/Funk." Ela passa a ser nomeada como "Música Urbana".

Por fim, a categoria "Melhor DVD" se alinha com a produção fonográfica atual e se torna "Melhor Produto Audiovisual" - nela, podem concorrer clipes, projetos para plataformas de vídeo, DVDs e documentários musicais.

Machline, que agora tem como parceira de projeto a também empresária Heloísa Guarita, promete mais espaço na mídia para os artistas concorrentes ao prêmio por meio de criação de conteúdos que serão divulgados pelo próprio PMB e por meio de parcerias. O PMB, que já teve diferentes nomes por conta de seus patrocinadores, como Sharp, Caras e Tim de Música, tem, no momento, segundo o empresário, "investidores".

Outro projeto dos organizadores é levar os artistas e suas produções para o metaverso - mundo virtual e coletivo que tenta replicar a realidade - e para o NFT - no qual projetos artísticos já estão disponíveis para colecionadores no formato de Tokens.

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por