SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | DOMINGO, 05 DE DEZEMBRO DE 2021
DOIS MUNDOS

Músico Nasar faz show ao vivo em sala de cinema de Rio Preto

Estreia será nesta quarta-feira, 24, às 20h, na Sala Macro XE, do Cinépolis Iguatemi

Rita Fernandes
Publicado em 23/11/2021 às 21:20Atualizado em 24/11/2021 às 09:13
Gustavo Dias, Nasar e Fred Zanardo abraçaram o projeto “Dois Mundos” (Divulgação)

Gustavo Dias, Nasar e Fred Zanardo abraçaram o projeto “Dois Mundos” (Divulgação)

O cantor Nasar e o Cinépolis do Shopping Iguatemi Rio Preto apresentam um espetáculo de alta tecnologia, inédito no mundo por unir um show de música ao vivo, fisicamente dentro da sala, com a estrutura acústica, sonora e visual do cinema.

“Dois Mundos - O Encontro das Artes” será apresentado nesta quarta-feira, 24, na Sala Macro XE, às 20h e às 22h, e nos dias 1º e 8 de dezembro, nos mesmos horários, e inclui repertório dos projetos “Raizeiros” e “Um Tenor no Sertão”, com canções consagradas como "Pé de Cedro", "Boate Azul", "Amargurado", "Romaria" e "Menino da Porteira.

Mais do que o nome do espetáculo, “Dois Mundos - O Encontros das Artes” é a realização de um sonho que começou há seis anos, quando Nasar pensou em fazer um show ao vivo usando a estrutura do cinema, com as caixas preparadas para gerar 7.1 de som. “É uma experiência nova, porque a gente vai ter um filme de cada música passando na telona, som em 7.1 em tempo real, enquanto eu e meus músicos estaremos tocando ao vivo na frente da tela do cinema, e os equipamentos digitais recebendo o som, que será mixado e masterizado em tempo real”, explica. “As pessoas pensam que será como a transmissão de uma live, mas não é isso. É um show com a estrutura acústica, sonora e visual do cinema”, destaca.

Nasar explica que o grande desafio foi fazer a mixagem e masterização, ao mesmo tempo e em tempo real. “Essa é a grande dádiva. Para usar a estrutura 7.1, precisávamos fazer o mix, que é normal de qualquer show, ao mesmo tempo da masterização, que geralmente só acontece depois de meses, quando vai ser produzido um CD”, observa.

Para que a ideia pudesse se tornar realidade, foram necessários meses de estudos e pesquisas, uso de tecnologia de ponta e desenvolvimento de equipamentos exclusivos para projetar a imagem em formato de cinema e o áudio 7.1 Dolby Digital, já que produção similar nunca aconteceu no mundo. “Esse show só foi possível graças a equipamentos e cabos específicos, que foram criados do zero pelo técnico de som Fred Zanardo”, diz. Além disso, foi fundamental a parceria firmada com Gustavo Dias, gerente da Unidade Rio Preto do Cinépolis. “Por se tratar de uma tecnologia inédita, realizamos muitos testes para que tudo saísse perfeitamente”, afirma.

Outro diferencial do espetáculo é que, ao mesmo tempo em que os filmes das músicas serão exibidos, as câmeras que estarão dentro do cinema vão captar os músicos e o público para transmissão na telona. “O público terá uma experiência 10.1, porque ninguém nunca foi ao cinema e se viu na tela”, observa. “ Eu sou um cinéfilo e amo muito a música. E sempre que eu vinha à Sala Macro XE, ficava imaginando unir a arte com o 7.1 e a tela gigante. É realmente um projeto incrível”, comemora.

Programação

Dois Mundos – O Encontro das Artes

Hoje

  • Às 20h às 22h

Dia 01/12

  • Às 20h às 22h

Dia 08/12

  • Às 20h às 22h
  • Local: Cinépolis Sala Macro XE – Iguatemi Rio Preto

Ingressos: R$ 56 (inteira) e R$ 28 (meia); podem ser comprados pelo site Guichê Web (guicheweb.com.br/2mundos)

 
Copyright © - 2021 - Grupo Diário da Região.É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuido por