SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | QUARTA-FEIRA, 27 DE OUTUBRO DE 2021
MEMÓRIA

Município de Jales inaugura museu com 400 peças em seu acervo

Museu que conta a história do municípios de Jales foi reativado e reconhecido por lei após um hiato de dez anos

Harlen Felix
Publicado em 22/07/2021 às 22:54Atualizado em 23/07/2021 às 08:09
Museu Histórico de Jales traz cerca de 400 peças em seu acervo (Divulgação)

Museu Histórico de Jales traz cerca de 400 peças em seu acervo (Divulgação)

Jales acaba de dar um passo importante na preservação de sua memória. Foi inaugurado, na última segunda, 19, o Museu Histórico de Jales “Armando Pereira da Silva”, anexo ao Espaço Cultural “Dr. José Carlos Guisso”, no centro da cidade. O acervo conta com mais de 400 peças, entre fotografias, objetos de época e documentos históricos, que foram catalogados, organizados e restaurados nos últimos seis meses.

O Espaço Cultural já havia abrigado um museu histórico, que funcionou até 2011, quando deu lugar a uma exposição que celebrou a imigração japonesa no Brasil. Somente dez anos depois o museu foi reativado, e sua criação reconhecida por meio da Lei nº 5.174, de 7 de julho de 2021.

O novo museu traz em seu acervo obras do artista que lhe dá nome, Armando Pereira da Silva, considerado um dos referenciais históricos das artes em Jales. “Armando foi um grande artista e, sem ter cursado um curso de arte, fez tudo isso que vocês estão vendo hoje e muito mais. Ele tinha o dom de retratar tudo o que via nas ruas, na natureza, nas pessoas, nos espaços arquitetônicos e transformar em arte. A arte de Armando confunde-se com a natureza, harmoniza-se com ela, arte que a todos agrada, artista de ontem, de hoje e de amanhã”, disse o professor Rui Rodrigues, que, na cerimônia de inauguração, foi o responsável em apresentar um pouco da trajetória do homenageado.

Filha do homenageado, Aparecida Cristina ainda destacou: “Se meu pai estivesse aqui, estaria muito feliz. Quando era criança, suas obras eram feitas em papel de padaria e ele sempre sonhava em ser reconhecido. Hoje, ele está sendo. Esse momento é único, obrigada a todos, de coração.”

O museu está aberto a visitas, respeitando os protocolos sanitários vigentes, de segunda a sexta, das 8h às 11h30 e das 13h às 16h30.

 
Copyright © - 2021 - Grupo Diário da Região.É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuido por