SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | SÁBADO, 04 DE DEZEMBRO DE 2021
LITERATURA

Livro 'Verdades Inocentes' resgata a infância de uma época sem internet

Coletânea será lançada hoje, a partir das 19h, no MIS Fernando Marques

Rita Fernandes
Publicado em 20/10/2021 às 22:24Atualizado em 21/10/2021 às 08:49
Mosaico com fotos coloridas dos autores quando eram crianças antecede a leitura; individualmente, a imagem de cada convidado acompanha o respectivo texto e raio X (Divulgação)

Mosaico com fotos coloridas dos autores quando eram crianças antecede a leitura; individualmente, a imagem de cada convidado acompanha o respectivo texto e raio X (Divulgação)

Brincadeiras de rua, riso solto, joelhos ralados, apelidos, amigos inesquecíveis. Assim foi a infância de quem viveu em uma época sem internet, games e séries, e que a diversão estava em coisas simples, como encontrar o palito de sorvete premiado e colecionar tampinhas de refrigerante ou figurinhas de chiclete. “Quem me dera ser criança outra vez!” Esse pensamento, recorrente em muitas pessoas, é resultado do livro “Verdades Inocentes – Resgate do Eu Criança”, que será lançado hoje, pela Editora Ponto Z, a partir das 19h, no Museu da Imagem e do Som Fernando Marques (MIS), em Rio Preto.

O jornalista e editor da Ponto Z, Edmilson Zanetti, reuniu poesias, crônicas e contos de 79 autores, de 10 Estados e um de Portugal. "Partindo do princípio de que cada ser carrega sua história, e todas são diferentes, convidei autores de todas as idades adultas, com múltiplos perfis, de gênero, profissional e mesmo de origem geográfica. Ou seja, busquei compor um universo diverso", afirma.

A escritora e tradutora Patrícia Reis Buzzini, conta que “foi muito estimulante experimentar um novo formato de texto”: o miniconto. “Procurei traçar alguns paralelos com a poesia e espero que o resultado tenha sido bom. A infância é uma fonte inesgotável de temas para a escrita. Na verdade, acredito que a nossa infância não termina nunca, de certa forma. A psicanálise já nos mostrou isso”, observa.

“Participar deste projeto foi uma experiência muito agradável, especialmente em tempos tão difíceis. Poder eternizar uma época tão especial, como é a infância, enche o coração de alegria e a alma de esperança em dias melhores”, destaca o jornalista e escritor Augusto Fiorin. “Tive uma infância privilegiada, em Riolândia, porque podia brincar na rua, jogar bola com a molecada e ir para a escola sozinho. Agora, com o livro, consegui eternizar tudo isso, porque assim é com a palavra escrita”, diz.

A professora Luciana Dias Modesto conta que escreveu o texto após uma aula em que conversou com os alunos sobre a infância. “Naquele momento, me lembrei das brincadeiras que eu, meus irmãos e amigos fazíamos. E tive a ideia de escrever sobre isso. Foi muito bom resgatar a época de criança, período da vida que a gente sempre tem muita saudade.”

O coquetel de lançamento do livro será musicalmente ambientado pelo piano do maestro Luz Carlos Ribeiro, com direito a visita ao acervo do MIS, que conta com 1.500 aparelhos de imagem, especialmente cinema e fotografia, filmes e fotos. Também haverá uma feira literária com títulos da Editora Ponto Z que, por conta da pandemia, não tiveram lançamentos presencias.

Serviço

Lançamento do livro “Verdades Inocentes – Resgate do Eu Criança” será hoje, a partir das 19h, no MIS ( rua Albuquerque Pessoa, 189, Vila Santo Antônio, em Rio Preto). Valor: R$ 10, com direito à visita ao museu.

 
Copyright © - 2021 - Grupo Diário da Região.É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuido por