SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | QUINTA-FEIRA, 23 DE SETEMBRO DE 2021
CIRCUITO SESC

Cultura caipira é tema de bate-papo nas redes do Sesc Rio Preto

Violeiros da região falam sobre a importância cultural do Noroeste Paulista

Rita FernandesPublicado em 14/09/2021 às 21:50Atualizado há 15/09/2021 às 08:48
Fabíola Beni (foto), Fabius e Du Viola participam de documentário (Divulgação /Luz Vermelha)

Fabíola Beni (foto), Fabius e Du Viola participam de documentário (Divulgação /Luz Vermelha)

A cultura caipira do Noroeste Paulista é tema de um “bate-papo” entre os violeiros Fabiola Beni, Fabius e Du Viola, que será apresentado hoje, às 17h, pelo Youtube e Facebook do Sesc Rio Preto. O encontro faz parte do documentário “Nova Viola: Música, Território e Ancestralidade no Noroeste Paulista”, que está na programação do Circuito Sesc de Artes 2021 - Praças Digitais.

Natural de Santa Fé do Sul, Fabius mantém forte os laços com a região, mesmo morando em São Paulo há mais de 20 anos. Assim como Du Viola, que é de Araçatuba, e Fabíola Beni, que é natural de Jales, mas vive em São Carlos. Fabius mantém viva a cultura caipira do início do século 20, quando as estações de trem da Araraquarense eram verdadeiros centros culturais. “As estações eram luxuosas, com piso de madeira que brilhava. Lá ficavam os violeiros, os grupos de catira e de santos reis. Era um berço cultural”, diz Fabius. “A região Noroeste foi responsável por lançar importantes nomes ligados a viola caipira, como a dupla sertaneja Vieira e Vieirinha, de Itajobi”, destaca.

Outro destaque do Circuito Sesc de Artes 2021 para hoje é a exibição do vídeo “Articulações Culturais do Interior”, às 15h, com Julia Caputi, Carol Drudi e Martis MC. Durante esse encontro virtual, os três falam da produção cultural do Noroeste Paulista e debatem as articulações e espaços criados para a apresentação e a difusão de seus artistas.

undefined

O espetáculo “Cola Shows” vai agitar a programação de hoje no Sesc Catanduva, das 21h às 22h, pelo youtube.com/sescsp. Com 14 anos de carreira, as irmãs gêmeas Thais e Tatiane Cola vão apresentar ao vivo a arte do malabarismo, mas com uma linguagem direta e cômica para a desconstrução de conceitos machistas.

Outra opção é a oficina “Desenhe pelo Nome, com Huggo de Souza, do Rabisco Pulsante. Para ele, toda letra é um risco, e todo risco faz uma forma - assim, rabiscos pulsantes se transformam em incríveis desenhos. A atividade será hoje e sexta-feira (17), às 15h, pela plataforma Zoom Meet.

Exposição traz arte afro-brasileira

Com curadoria de Claudinei Roberto da Silva, mostra tem panorama rico e diverso

Os trabalhos de consagrados e emergentes artistas negros estão reunidos na exposição "PretAtitude – Emergências, Insurgências e Afirmações na Arte Afro-brasileira Contemporânea", que será apresentada amanhã, às 21h, pelo Youtube, Instagram e Facebook do Sesc Rio Preto. A mostra será guiada por meio de um vídeo-passeio, dividido em três blocos de 20 minutos cada, com a apresentação de Márcio Farias e Juliana dos Santos.

A exposição foi apresentada pela primeira vez em 2018, pelo Sesc de Ribeirão Preto, e marcou a reabertura das atividades presenciais do Sesc Rio Preto no período da pandemia de Covid-19, em novembro do ano passado. "Se a arte afro-brasileira é uma realidade incontornável, isto se deve a uma coletividade de artistas, pesquisadores, curadores, colecionadores, educadores e instituições comprometidos em criar as condições necessárias para um cenário cultural que espelhe a diversidade da sociedade", diz Claudinei Roberto da Silva, curador da mostra. (RF)

Thais e Tatiane Cola apresentam a arte do malabarismo, ao vivo (Divulgação / Renata Prado)
 
Copyright © - 2021 - Grupo Diário da Região.É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuido por