SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | SÁBADO, 16 DE OUTUBRO DE 2021
ARTE PRIMITIVISTA

Rodrigo Silva e Jair Lemos expõem na BINaïf

Obras ‘O Circo da Lua’ e ‘Pademonium’ ganharam Menção Especial na bienal

Rita Fernandes
Publicado em 20/09/2021 às 21:38Atualizado em 21/09/2021 às 00:32
Rodrigo Silva apresenta a tela “A Santa Ceia” (Divulgação)

Rodrigo Silva apresenta a tela “A Santa Ceia” (Divulgação)

Os artistas primitivistas Rodrigo Silva, de Rio Preto, e Jair Lemos, de Mirassol, foram selecionados para a 3ª Bienal Internacional de Arte Naïf Cor-Ação (BINaïf), que será aberta ao público no próximo sábado (25), no Museu Municipal de Socorro (SP). Romildo Sant`Anna, outro importante nome da arte rio-pretense, faz parte do comitê artístico, ao lado de Antônio do Nascimento.

No comitê artístico, Romildo Sant`Anna e Antônio Nascimento tiveram a missão de selecionar as 190 obras que simbolizam a relações do homem com a fauna e a flora, com o sagrado, com o religioso e também com o caráter transgressor e insubordinado do artista naïf, com sua visão crítica.

Até o dia 13 de novembro, a BINaïf vai mostrar ao público obras de artistas de todos os cantos do Brasil, e também do Chile, Cuba, Uruguai, França e Espanha, selecionados por meio de um edital público. Além dos inscritos, a mostra conta com obras de artistas convidados.

O jornalista e artista Jair Lemos vai apresentar as telas “O Circo da Lua”, que mede 30 x 60cm, e “Pandemonium”, de 60 x 60cm. Ambas receberam Menção Especial. “Já estava muito feliz em ser selecionado, mas confesso que estou muito honrado por ter conseguido menção especial nos dois trabalhos. Isso significa que essas obras de arte têm um destaque maior que as demais”, afirma.

“A obra ‘O Circo da Lua’ traz uma temática que eu gosto muito. Desde criança sempre fui fascinado pela magia do circo. Já ‘Pandemonium’ é uma crítica social, onde retrato o atual momento político, com pessoas em uma importante avenida de São Paulo no momento em que eram discutidas questões como uso de máscaras, vacina e o movimento Vidas Negras Importam, com o assassinato de George Floyd, nos Estados Unidos”, diz.

Quem também está muito feliz é o artista Rodrigo Silva. Ele vai apresentar a obra “A Santa Ceia”, em papelão em acrílica, que mede 28 x 28 x 4cm. “Gosto muito do tema religioso, por isso parte do meu trabalho tem Jesus Cristo e Nossa Senhora. Fiquei muito feliz e honrado por ter meu trabalho na BINaïf”, afirma.

A arte primitivista é uma das expressões mais genuínas da cultura popular e, geralmente, os artistas são autodidatas - o que se explica pela origem de palavra, já que naïf significa nativos (do latim) e ingênuo (quando traduzida do francês). Portanto, é um estilo artístico que não segue as regras tradicionais de representação de imagens.

Jair Lemos se inspirou na política para criar “Pandemonium” (Divulgação)
 
Copyright © - 2021 - Grupo Diário da Região.É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuido por