SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | SEXTA-FEIRA, 24 DE SETEMBRO DE 2021
DICAS

Como garantir um melhor valor na hora de vender seu carro usado

Confira dicas para preservar seu veículo e fazer um bom negócio na hora da venda

Da RedaçãoPublicado em 18/07/2021 às 16:18Atualizado há 18/07/2021 às 16:18
Fazer manutenções periódicas pode aumentar a vida útil de peças do seu carro (Marcos Santos/USP Imagens)

Fazer manutenções periódicas pode aumentar a vida útil de peças do seu carro (Marcos Santos/USP Imagens)

Comprar um carro zero quilômetro é perder dinheiro. Você certamente já ouviu essa frase e, apesar de ser verdadeira na maioria das vezes, o prejuízo pode ser menor do que o esperado. Isso porque é possível melhorar o preço de um carro usado na hora da revenda.

Vários fatores são levados em conta na hora de determinar o valor de um carro usado. Entre eles estão ano de fabricação, quilometragem e modelo. Também entram na avaliação a aparência externa e a interna, além da manutenção do modelo e do nível de conservação do veículo. Por isso, realizar alguns procedimentos antes de colocar seu automóvel à venda ajuda a conseguir um preço melhor na negociação, já que, ao atrasar seu processo natural de desvalorização, o motorista tende a perder menos dinheiro.

A primeira dica para valorizar seu usado é ter um histórico de manutenção impecável. Para isso, conserve todos os comprovantes de revisões e de eventuais consertos. Mas, lembre-se: é melhor que as despesas com manutenção não ultrapassem 20% do valor do veículo antes de revendê-lo.

Outro ponto importante é manter a mecânica do veículo em dia. A falta de manutenção e de cuidados estão na origem da maior parte dos problemas mecânicos. Por isso, troque os filtros com regularidade e controle o nível de óleo do motor duas vezes por mês ou antes de uma viagem mais longa. Manter a mecânica do veículo em bom estado permite vendê-lo a um preço melhor.

Também é recomendável proteger a pintura, já que a aparência do carro conta muito na hora da revenda. Raios solares, insetos, frutas, poeira, areia e dejetos de pássaros castigam a pintura. Aplique cera duas ou três vezes por ano para protegê-la devidamente.

Os pneus também devem estar em bom estado na hora da revenda, mas não há necessidade de colocar pneus novos apenas para valorizar o carro. Calibre-os com frequência, pois circular com a pressão baixa danifica as paredes dos pneus, reduz sua vida útil e aumenta as probabilidades de furos. Nas lavagens, utilize sempre produtos neutros para não danificar as borrachas.

Mantenha o veículo sempre limpo, afinal, ninguém quer adquirir um carro sujo ou com odores desagradáveis. Não fumar no interior do automóvel é fundamental para prolongar o tão valorizado cheirinho de carro novo. Além disso, a limpeza de todos os revestimentos com produtos específicos deve fazer parte da rotina semanal.

Outro ponto importante para valorizar seu carro usado é entregá-lo com manual e chave reserva. Uma documentação preservada do veículo também ajuda na confiança do comprador, enquanto a chave reserva é um diferencial importante na hora da venda. Na concorrência entre veículos de mesmo valor e estado de conservação, o que tiver manuais e chave reserva sai ganhando.

Por fim, conheça o valor médio da revenda para o seu modelo de carro para saber até onde pode chegar. É possível comparar essa informação em anúncios nos Classificados, na tabela Fipe (veiculos.fipe.org.br) ou em sites especializados em precificação, como a KBB Brasil (kbb.com.br). Após conferir o valor aplicado no mercado de acordo com as particularidades do veículo, você terá mais segurança do valor real do seu automóvel e poderá negociar com mais precisão.

 
Copyright © - 2021 - Grupo Diário da Região.É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuido por