SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | QUINTA-FEIRA, 11 DE AGOSTO DE 2022
MERCADO DE TRABALHO

Por que bons profissionais pedem demissão?

Para reter talentos, especialistas em recursos humanos defendem a promoção de um ambiente acolhedor e investimentos em saúde mental

Da Redação
Publicado em 26/06/2022 às 00:00Atualizado em 17/06/2022 às 19:00
Diante de um pedido de demissão, é importante que o responsável pelo setor tenha uma conversa aberta e sem julgamentos com o profissional (Freepik/Banco de Imagens)

Diante de um pedido de demissão, é importante que o responsável pelo setor tenha uma conversa aberta e sem julgamentos com o profissional (Freepik/Banco de Imagens)

São vários os fatores que levam bons funcionários a pedirem demissão. Insatisfação com o salário e busca por novas oportunidades de crescimento profissional são alguns dos motivos que podem levar ao chamado desligamento voluntário. Esse tipo de movimento é um problema para as empresas, que se veem obrigadas a abrir processos seletivos e passar pela adaptação de novos funcionários.

Bons profissionais têm avaliado o ambiente corporativo, prezando por um clima organizacional em que possam ter liberdade e harmonia para desempenhar suas tarefas. "Atualmente o mercado está bem aquecido e a procura por bons profissionais está acirrada. A oferta de melhores condições salariais e trabalho híbrido ou home office vem sendo atrativos, então é importante que as empresas busquem alternativas para não perder os bons profissionais para o mercado de trabalho", explica a especialista em recursos humanos Ana Martinez, CEO do TriaRH.

As implicações para as empresas quando perdem bons profissionais são várias. Entre elas, econômicas, como o valor da rescisão de contrato, e com a logística de um novo recrutamento, seleção, contratação e treinamento do novo colaborador, além de comprometimento do fluxo de trabalho e na continuidade de projetos da empresa.

​"Interfere e abala o clima organizacional, o que pode levar ao aumento de estresse e acúmulo de função para os colaboradores que permaneceram. Essa sobrecarga de trabalho pode fazer com que aumente a pressão e a cobrança, podendo gerar insatisfação e novas demissões. Ou seja, o problema vira uma 'bola de neve' impactando negativamente toda a organização", acrescenta a psicóloga especialista em carreira e bem-estar no trabalho, Juliana Ferrari.

Para reter um talento, é necessário que a empresa adote pequenas ações diariamente, segundo Ana. Motivar os colaboradores a buscar novos desafios, dar feedbacks constantes, promover um ambiente de trabalho prazeroso, com liberdade e metas alcançáveis, além de premiações para bons resultados são algumas das formas de a empresa cativar esses profissionais.

Juliana explica que o cuidado com a saúde mental no trabalho é outro fator determinante para manter bons profissionais no quadro de funcionários. Investir em programas de qualidade de vida para promover um ambiente acolhedor, pautado no desenvolvimento de talentos e não apenas na cobrança e nos erros, são pontos citados pela profissional.

Caso o pedido de demissão já tenha sido realizado, é importante que o responsável pelo setor ou o departamento de recursos humanos tenha uma conversa aberta e sem julgamentos com o profissional. Como dica para a empresa tentar reter esse talento, Juliana orienta: "Ofereça, verdadeiramente, oportunidade de crescimento, benefícios sociais adequados e alinhe as expectativas pessoais com as necessidades da empresa".

(Colaborou Júlia de Britto)

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por