SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | SEXTA-FEIRA, 22 DE OUTUBRO DE 2021
IMÓVEIS

Madeira de demolição: rústica, elegante e ecologicamente correta

Cada vez mais presente nas construções, madeira de demolição é alternativa para dar um toque rústico ao imóvel, sem perder a elegância

Gabriel Vital
Publicado em 03/10/2021 às 00:00Atualizado em 01/10/2021 às 16:08
Na varanda integrada, a arquiteta Isabella Nalon investiu na peroba encerada, que foi adquirida como madeira de demolição. A proposta era revestir a parede principal para proporcionar o aconchego e a atmosfera acolhedora que ela buscava para o ambiente (Julia Herman/Divulgação)

Na varanda integrada, a arquiteta Isabella Nalon investiu na peroba encerada, que foi adquirida como madeira de demolição. A proposta era revestir a parede principal para proporcionar o aconchego e a atmosfera acolhedora que ela buscava para o ambiente (Julia Herman/Divulgação)

Sabe por que a madeira de demolição tem esse nome? Esse material vem, geralmente, da demolição de vigas e assoalhos de casas antigas, galpões, edifícios e até de trilhos de trem. Ou seja, lixo que poderia ser descartado mas que, nas mãos certas e com o tratamento adequado, tem o potencial de transformar ambientes, com um toque rústico e ecologicamente sustentável.

O diferencial de usar madeira de demolição em imóveis residenciais, segundo profissionais, vai além da questão sustentável. O material traz consigo uma beleza natural, marcada pelos veios e ranhuras que evidenciam anos de história e resistência. "Antiguidade da madeira é um ponto bastante positivo em termos práticos, já que, com o tempo, ela deixa de ressecar, empenar e envergar. A madeira de demolição também se destaca pela resistência a cupins e intempéries. Ela se fortaleceu com o tempo", explica a arquiteta Isabella Nalon.

Outro ponto que a profissional destaca é a singularidade do material, que pode se transformar em portas, balcões, paineis e móveis únicos. "O desgaste sofrido por conta do tempo e as marcas deixadas pelos pregos nos faz admirar a estética. Se torna arte!", complementa.

Além da mandeira de demolição, é possível combinar outros elementos para dar um toque rústico ao ambiente, optando por tons escurecidos, como o cinza, preto, azul marinho e tons metálicos, que costumam fazer sucesso em projetos industriais. "Isso acontece justamente por combinar tão bem com a serralheria, que é outro elemento muito presente neste estilo", explica a arquiteta Bianca Atalla.

Aliás, se a intenção é investir em cores que remetem ao rústico, as arquitetas indicam que, quanto mais naturais os tons, melhor. Cores claras como o bege, off white e diversos tons amadeirados e terrosos, por exemplo, são boas apostas. "Além disso, o xadrez ou floral são superinteressantes, pois enriquecem a decoração com mais cores e vivacidade", acrescenta a arquiteta Fernanda Mendonça.

Ao optar pela madeira de demolição, é importante se atentar para a manutenção preventiva, limpando e verificando a qualidade das peças de tempos em tempos para não comprometer a durabilidade. No dia a dia, deve-se evitar o contato com a água – mesmo o pano molhado manuseado em pisos. Depois de varrer e aspirar o pó, deve-se, no máximo, passar um pano levemente único, praticamente seco. Lembrando que a madeira precisa ser protegida contra a umidade com a aplicação de cera ou verniz, podendo ser brilhante ou fosco, a depender do resultado estético pretendido. "Dou preferência para ceras à base de água, que não manchem com o contato de água e dispensam o uso de enceradeira. Na versão fosca, ainda preservam o aspecto natural da madeira", conclui Isabella.

Dicas para usar a madeira de demolição

Como escolher:  A madeira de demolição é dividida em duas categorias. As tábuas, geralmente provenientes da estrutura de telhados e com a forma achatada e retangular, são empregadas para o revestimento de pisos e paredes. Já as peças são indicadas para as colunas da obra.

Tipos: Peroba, ipê, jacarandá, carvalho e angelim, sendo que a mais comercializada atualmente é a de peroba rosa, matéria-prima proveniente do Sul do País. Lembre-se de verificar se a compra é legalmente autorizada.

Onde usar: A madeira de demolição vai muito bem em ambientes com uma proposta de decoração mais rústica, sendo comum encontrarmos peças como mesas de jantar, aparadores e cristaleira.

 
Copyright © - 2021 - Grupo Diário da Região.É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuido por