SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | SEGUNDA-FEIRA, 16 DE MAIO DE 2022
empregos

Carreira ou profissão? Entenda as diferenças entre esses dois termos

Apesar de serem parecidos, os dois termos têm sentidos distintos e, mais do que isso, podem fazer toda diferença na forma de encarar seu trabalho

Núcleo Digital
Publicado em 23/01/2022 às 00:00Atualizado em 21/01/2022 às 19:14
 (Freepik/Banco de Imagens)

(Freepik/Banco de Imagens)

A escolha do trabalho pode levar em conta uma série de fatores. Sonho de infância, missão, vocação ou até mesmo necessidade. Um emprego, no entanto, pode se tornar profissão ou carreira. E, não, as duas palavras não têm o mesmo sentido.

A mentora de carreiras e marcas pessoais Marcela Brito compara a profissão a uma "caixa", que imobiliza e não permite que a pessoa pense fora de suas fronteiras. A carreira, por outro lado, diz respeito ao percurso, à jornada do trabalhador, e vai muito além de sua formação ou experiência.

"A carreira é uma construção que envolve vários aspectos da vida, desde o que você come até no que você acredita, os valores que pratica, a forma como se relaciona com as pessoas e o jeito com que faz seu trabalho", explica a profissional, cofundadora e sócia da Iventys Educação Corporativa.

Para Marcela, enquanto pessoas presas na profissão pensam em como conquistar níveis hierárquicos superiores na empresa — pensamento associado ao trabalhador de classe média nos anos 1970 —, pessoas focadas e dispostas a construir uma carreira pouco se importam com títulos e sabem que seu poder de influência e liderança independe de cargos ou titulações.

"Constroem relações saudáveis e estão em busca de aprimorar novos conhecimentos e competências porque sabem que o mercado é um grande tabuleiro e as regras do jogo mudam num piscar de olhos. Sabem que podem fazer um trabalho com qualidade e gerar resultados em pouco tempo e quando cumprem sua tarefa em uma empresa, facilmente partem para novos desafios", explica.

A profissional ressalta ainad que a carreira é tudo o que se faz com objetivo e que alcança outras pessoas ao seu redor. "Quem coleciona certificações e títulos para si vive igualmente para si e corre o risco de morrer para sempre quando partir daqui. Quem vive por uma profissão não deixa legado, não deixa memória", conclui.

Como aprimorar sua carreira

Especialista em inovação, criatividade e excelência operacional, Marco Santos acrescenta que se aprimorar na carreira não significa somente estudar e fazer cursos, mas também exercitar novas habilidades, testar novas rotinas e sempre se desafiar.

Segundo ele, uma das dicas para crescer profissionalmente é buscar aprimoramento contínuo. Depois, o profissional orienta a priorizar tarefas para melhorar a produtividade. "Uma recomendação é realmente se programar para fazer o que é importante, seja no aspecto pessoal ou profissional, e avaliar o que não fará falta nenhuma se você deixar de fazer. Só com essas duas orientações, já sobrará tempo o suficiente para fazer mais atividades produtivas", explica.

Para Marco, ser adaptável também é fundamental no atual contexto do mercado de trabalho. "Ficar com uma mentalidade de que só é bom o que era feito em outra época, que determinada atividade deve ser feita sempre do mesmo jeito, são geralmente reflexos de pessoas que ainda não entenderam a dinâmica atual", conclui.

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por