SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | SEXTA-FEIRA, 19 DE AGOSTO DE 2022
URBANISMO

Última família deixa a Favela Marte, em Rio Preto

Na segunda-feira, 8, começa a demolição de todos barracos

Marco Antonio dos Santos
Publicado em 05/08/2022 às 10:00Atualizado em 05/08/2022 às 14:30
Dona Ângela foi a última moradora a deixar a Favela Marte, em Rio Preto (Johnny Torres 5/8/2022)

Dona Ângela foi a última moradora a deixar a Favela Marte, em Rio Preto (Johnny Torres 5/8/2022)

A última moradora da Favela Marte, Ângela Estela Grola, 69 anos, fez sua mudança na manhã desta sexta-feira,5, em Rio Preto. Assim como os outros moradores, a idosa ficará pelos próximos 18 meses em um imóvel alugado, enquanto a CDHU termina o processo de urbanização.

"Eu vou me mudar, mas sempre vou dar um jeito de vir acompanhar de perto a construção das novas casas. E estou feliz que vão levar meu pé de coqueiro, porque é um filho que eu vi crescer", diz a moradora.

Para a CEO do Instituto Valquírias World, Amanda Oliveira, a saída da última moradora é bastante significativa para o processo de urbanização da comunidade.

"Ver a dona Ângela sair daqui, de cabeça erguida é uma mensagem de que a pobreza está sendo derrotada", afirma a presidente.

Edu Lyra, CEO da Gerando Falcões, afirma que a mudança dos moradores, dos barracos para casas alugadas, foi a parte mais difícil da atual etapa de urbanização da favela.

"Foi um processo super humano, que conclui hoje com a saída da última família. Da forma que está acontecendo aqui na favela Marte, é único no Brasil. Só para citar um dado, o desemprego era de 70% no começo do projeto e atualmente está em 19%", diz o CEO.

Com a saída da última moradora, começa na segunda-feira, 8, a demolição total de todos os barracos, retirada de entulho, limpeza do terreno, para depois ser iniciado o processo de urbanização da região.

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por