SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | QUINTA-FEIRA, 19 DE MAIO DE 2022
TRÂNSITO

Rio Preto registrou 161.127 autuações no trânsito em 2021

Excesso de velocidade, desrespeito à Área Azul, uso de celular e avanço de semáforo são as principais irregularidades

Rodrigo Lima
Publicado em 27/01/2022 às 21:01Atualizado em 28/01/2022 às 09:22
Radar na avenida Alberto Andaló, em Rio Preto: multas por equipamentos eletrônicos, de velocidade ou avanço de sinal, lideram lista de punições (Johnny Torres 6/5/2021)

Radar na avenida Alberto Andaló, em Rio Preto: multas por equipamentos eletrônicos, de velocidade ou avanço de sinal, lideram lista de punições (Johnny Torres 6/5/2021)

Rio Preto registrou um total de 161.127 autuações de trânsito no ano passado, o equivalente a uma multa a cada três minutos. Excesso de velocidade, desrespeito ao estacionamento rotativo, uso de celular ao volante e avanço de sinal vermelho foram os principais motivos de autuações. Em relação a 2020, houve crescimento de 12%, ou seja,17.387 autuações a mais.

Os números de infrações revelam que o motorista rio-pretense acelerou nas ruas e avenidas da cidade em 2021, o que resultou em 70.910 multas por excesso de velocidade em até 20%, o que representa 44% do total. Outras 8.974 autuações foram a motoristas que excederam a velocidade entre 20% e 50% do limite das vias. Já as multas por falta do cartão de Área Azul somaram 21.402, o que corresponde a 13% do total.

De acordo com o especialista de engenharia de tráfego da Secretaria de Trânsito de Rio Preto, Williams Caires, as multas aplicadas a partir de novembro do ano passado já estão sendo lançadas no sistema e os prazos já foram restabelecidos. As infrações dos anos anteriores estão sendo lançadas aos poucos mês a mês.

Na avaliação do especialista em tráfego da Secretaria de Trânsito, Williams Caires, a quantidade de multas indica que o motorista rio-pretense está "ansioso" ou "afoito". Ele afirma que as infrações mais recorrentes na cidade são as eletrônicas, ou seja, aplicadas por ação do próprio condutor que não respeita, por exemplo, a velocidade de uma determinada via.

O radar com mais multas na cidade por excesso de velocidade continua sendo o instalado na avenida da Saudade. Foram 7.287 em todo o ano passado. No local, a velocidade máxima permitida é de 40 quilômetros por hora (km/h)

De acordo com Caires, os motoristas não prestam atenção ou deixam de observar as placas. “O próprio motorista está gerando autuações. Quanto maior for a velocidade, mais grave será o acidente”, disse Caires.

A dica do especialista é simples para evitar as multas. “Prestar atenção no trânsito e obedecer a sinalização”, afirmou Caires.

Punição

O especialista em trânsito André Lourenço disse que é preciso, principalmente, respeitar a sinalização e a velocidade de ruas e avenidas no município. “Não tiro a culpa do motorista, mas quantas multas foram aplicadas por guardas municipais?”, questiona.

Lourenço afirmou que a maioria das multas tem conotação punitiva e não educativa. Ou seja, o infrator recebeu a notificação, mas sequer se recorda o local da multa. “O aparelho eletrônico não educa, mas pune. Sabemos que o condutor na cidade é indisciplinado. Teríamos de ter blitz educativas com a realização de reciclagens, que só é feita quando o motorista tem a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) suspensa”, disse.

Trânsito já retomou notificações

A Secretaria de Trânsito de Rio Preto retomou o envio de multas de trânsito aplicadas aos motoristas infratores desde de 2020. No ano passado, foram aplicadas 143.740 multas, que tiveram sua tramitação suspensa por determinação do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), por conta da pandemia da Covid-19.

“Com a pandemia, o Contran havia suspendido os prazos. Foi como se as multas não entrassem no sistema. As notificações foram emitidas, mas as autuações não. Não havia prazo para recorrer”, afirmou o especialista de engenharia de tráfego Williams Caires, que também é Guarda Municipal. O prazo para recorrer é de 30 dias após a notificação.

Segundo a pasta, com a nova resolução, as autuações começaram a ser enviadas aos proprietários dos veículos desde setembro do ano passado, de acordo com a data da notificação. Houve um represamento das infrações que serão entregues de maneira escalonada pelo município.Por isso, motoristas que eventualmente venderam seus carros poderão receber multas, nos próximos dias, referente a meses anteriores. A previsão é de que as autuações sejam enviadas até março deste ano. Todas as autuações podem ser apresentados recursos por intermédio dos Correios, outros meios digitais ou protocolar no Poupatempo. 

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por