SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | SEXTA-FEIRA, 28 DE JANEIRO DE 2022
LESÃO CORPORAL

Segurança feminina acusa colega de agressão após tietar Gusttavo Lima em show em Rio Preto

"Quando fui gravar, o segurança torceu meu braço e foi me dando soco na costela", afirmou a mulher, que também trabalhava como segurança no show

Rodrigo Lima
Publicado em 29/11/2021 às 16:16Atualizado em 29/11/2021 às 17:16
Segurança feminina acusa colega de agressão após tietar Gusttavo Lima em Rio Preto (Arquivo Pessoal)

Segurança feminina acusa colega de agressão após tietar Gusttavo Lima em Rio Preto (Arquivo Pessoal)

Uma vendedora de 19 anos, moradora de Rio Preto, registrou um boletim de ocorrência na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) alegando que foi agredida durante o evento "Buteco do Gusttavo Lima", no Recinto de Exposições, no último sábado, 27.

Ela afirmou que estava trabalhando de segurança no show e foi agredida por um colega da mesma empresa, porque queria tirar uma foto com o artista. Na ocorrência, a mulher afirma que o colega segurança pediu para que ela não tirasse a fotografia do cantor e nem filmasse porque estava trabalhando.

A vendedora, que alegou que fazia um "bico" de segurança, alegou que foi agredida. "Quando fui gravar, o segurança torceu meu braço e foi me dando soco na costela", afirmou a segurança feminina.

A mulher foi ao posto médico e foi informada que ela teria uma possível fratura. De acordo com a ocorrência, ela relata que não recebeu suporte da organização do evento. "Tinha autorização dos responsáveis pelo setor. Comigo tinha mais três seguranças femininas, e somente eu fui agredida", afirmou a mulher.

Nesta segunda-feira, na DDM, a segurança foi orientada a fazer um exame de corpo de delito na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Jaguaré com o objetivo de constatar as agressões. Ela tenta ainda identificar o suposto agressor.

A mulher disse que vai receber R$ 110 pelo serviço de segurança no evento. Ela pretende reunir mais informações para serem anexadas em possível inquérito policial contra o homem que a agrediu.

A mulher afirma que não conseguiu tirar a foto do artista. O Diário tentou falar com o suposto agressor, que seria de Icém, mas ele não foi localizado em seu telefone celular. Os responsáveis pela segurança do evento também não foram localizados para comentar o assunto nesta segunda-feira.

A reportagem também procurou a assessoria de imprensa do "Buteco do Gusttavo Lima", mas ainda não obteve retorno.

 
Copyright © - 2021 - Grupo Diário da Região.É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuido por